Genre not found
Artist not found
Album not found
Song not found

Chegança
Antônio Nóbrega Lyrics


Sou pataxó,
Sou xavante e cariri,
Ianonami, sou tupi
Guarani, sou carajá.
Sou pancaruru,
Carijó, tupinajé,
Potiguar, sou caeté,
Ful-ni-o, tupinambá.

Depois que os mares dividiram os continentes
Quis ver terras diferentes.
Eu pensei: "vou procurar
Um mundo novo,
Lá depois do horizonte,
Levo a rede balançante
Pra no sol me espreguiçar".

Eu atraquei
Num porto muito seguro,
Céu azul, paz e ar puro...
Botei as pernas pro ar.
Logo sonhei
Que estava no paraíso,
Onde nem era preciso
Dormir para se sonhar.

Sou pataxó,
Sou xavante e cariri,
Ianonami, sou tupi
Guarani, sou carajá.
Sou pancaruru,
Carijó, tupinajé,
Potiguar, sou caeté,
Ful-ni-o, tupinambá.

Mas de repente
Me acordei com a surpresa:
Uma esquadra portuguesa
Veio na praia atracar.
Da grande-nau,
Um branco de barba escura,
Vestindo uma armadura
Me apontou pra me pegar.

E assustado
Dei um pulo lá da rede,
Pressenti a fome, a sede,
Eu pensei: "vou me acabar".
Me levantei de borduna já na mão.
Aí senti no coração,
O brasil vai começar.

Contributed by Jonathan J. Suggest a correction in the comments below.
To comment on specific lyrics, highlight them
Most interesting comments from YouTube:

Ruan Freire🔹

LETRA:

Sou pataxó,
Sou xavante e cariri,
Ianonami, sou tupi
Guarani, sou carajá.
Sou pancaruru,
Carijó, tupinajé,
Potiguar, sou caeté,
Ful-ni-o, tupinambá.

Depois que os mares dividiram os continentes
Quis ver terras diferentes.
Eu pensei: "vou procurar
Um mundo novo,
Lá depois do horizonte,
Levo a rede balançante
Pra no sol me espreguiçar".

Eu atraquei
Num porto muito seguro,
Céu azul, paz e ar puro...
Botei as pernas pro ar.
Logo sonhei
Que estava no paraíso,
Onde nem era preciso
Dormir para se sonhar.

Sou pataxó,
Sou xavante e cariri,
Ianonami, sou tupi
Guarani, sou carajá.
Sou pancaruru,
Carijó, tupinajé,
Potiguar, sou caeté,
Ful-ni-o, tupinambá.

Mas de repente
Me acordei com a surpresa:
Uma esquadra portuguesa
Veio na praia atracar.
Da grande-nau,
Um branco de barba escura,
Vestindo uma armadura
Me apontou pra me pegar.

E assustado
Dei um pulo lá da rede,
Pressenti a fome, a sede,
Eu pensei: "vou me acabar".
Me levantei de borduna já na mão.
Aí senti no coração,
O Brasil vai começar.



raywasnottaken

para quem quer a letra:
Sou Pataxó

Sou Xavante e Cariri

Ianomâmi, sou Tupi

Guarani, sou Carajá

Sou Pancaruru

Carijó, Tupinajé

Potiguar, sou Caeté

Fulni-ô, Tupinambá



Depois que os mares dividiram os continentes

Quis ver terras diferentes

Eu pensei: "Vou procurar

Um mundo novo

Lá depois do horizonte

Levo a rede balançante

Pra no sol me espreguiçar"



Eu atraquei

Num porto muito seguro

Céu azul, paz e ar puro

Botei as pernas pro ar

Logo sonhei

Que estava no paraíso

Onde nem era preciso

Dormir para se sonhar



Mas de repente

Me acordei com a surpresa:

Uma esquadra portuguesa

Veio na praia atracar

De grande nau

Um branco de barba escura

Vestindo uma armadura

Me apontou pra me pegar



E assustado

Dei um pulo lá da rede

Pressenti a fome, a sede

Eu pensei: "vão me acabar"

Me levantei de borduna já na mão

Ai, senti no coração

O Brasil vai começar



All comments from YouTube:

Ana 26032007 & Vai acabar o canal! Aproveita!

vim aqui por causa da minha aula de historia.

DAVI .M.N

Eu também ksksks

Nikolly Pessoa

simmm

Hey! Its me Girassol

tmj

Hadassa Lavinia

Simmmmm kkkkkkkkk

sanunaru 🖤🧡

Artes 😔

60 More Replies...

Igor Luis

É uma magia inexplicável. Toda vez que ouço, fico com uma grande esperança que a música brasileira ainda existe.

Eduardo Menezes

Vd

Glaucenira maximino da costa

Excelente a letra e a melodia desta canção que  faz referência às nossas grandes tribos  indígenas, quase sempre esquecidas  pelos responsáveis pela nossa cultura. Parabéns a o nosso Antonio Nóbrega, por esta pérola.

Renan Maranhão

É triste saber que poucas pessoas de hoje em dia sabem o que é uma Borduna! Nunca esquecer a cultura e as raízes, nunca!

More Comments

More Videos