Genre not found
Artist not found
Album not found
Song not found

O Pirata
Ave Sangria Lyrics


Não se iluda, minha calma não tem nada a ver
Sou bandido, sou sem alma e minto
Minha casa é o reino do mal
Meu pai é um animal
Minha mãe há muito que enlouqueceu
Só resta eu com a minha faca e a minha nau
Só resta eu com a minha faca e a minha nau

Sou pirata, solitário, sem mais nada
Sem bandeira, sem espada, no mar pra viver
Sangue e vinho derramados no convés
Sons de gaitas, violões e pés
Quando de repente surgem dez canhões
Era o Barba Negra com a sua turma e suas canções
Era o Barba Negra com a sua turma e suas canções

Não me ame, eu não quero ver você assim
Vá-se embora, eu não choro, sei cuidar de mim
Eu não tenho todas essas ilusões e apesar de ter tantos corações
Minha guerra nunca, nunca vai ter fim
Sim, sim eu sei, faço meu sorriso e faço minha lei
Sim, sim eu sei, faço meu sorriso e faço minha lei

Sou pirata, solitário, sem mais nada
Sem bandeira, sem espada, no mar pra viver
Sangue e vinho derramados no convés
Sons de gaitas, violões e pés
Quando de repente surgem dez canhões
Era o Barba Negra com a sua turma e suas canções
Era o Barba Negra com a sua turma e suas canções
Era o Barba Negra com a sua turma e suas canções

Writer(s): Marco Polo Guimaraes Martins

Contributed by Bailey H. Suggest a correction in the comments below.
To comment on specific lyrics, highlight them
Most interesting comments from YouTube:

Jamily Eyd

O Pirata
Ave Sangria

Não se iluda, minha calma não tem nada a ver
Sou bandido, sou sem alma e minto
Minha casa é o reino do mal
Meu pai é um animal
Minha mãe há muito que enlouqueceu
Só resta eu com a minha faca e a minha nau
Só resta eu com a minha faca e a minha nau

Sou pirata, solitário, sem mais nada
Sem bandeira, sem espada, no mar pra viver
Sangue e vinho derramados no convés
Sons de gaitas, violões e pés
Quando de repente surgem dez canhões
Era o Barba Negra com a sua turma e suas canções
Era o Barba Negra com a sua turma e suas canções

Não me ame, eu não quero ver você assim
Vá-se embora, eu não choro, sei cuidar de mim
Eu não tenho todas essas ilusões e apesar de ter tantos corações
Minha guerra nunca, nunca vai ter fim
Sim, sim eu sei, faço meu sorriso e faço minha lei
Sim, sim eu sei, faço meu sorriso e faço minha lei

Sou pirata, solitário, sem mais nada
Sem bandeira, sem espada, no mar pra viver
Sangue e vinho derramados no convés
Sons de gaitas, violões e pés
Quando de repente surgem dez canhões
Era o Barba Negra com a sua turma e suas canções
Era o Barba Negra com a sua turma e suas canções
Era o Barba Negra com a sua turma e suas canções



Ricardo Lemos

Pior que a ditadura são seus filhotes.
Um lixo.
Sabugos de americanos, bagaços cuspidos do ânus de militares vagabundos e mercenários.
Ficar de 4 pra qualquer fardado.
Só vestir uma farda e forma-se filas de fascistas todos de 4.
Não oferecem nada, não pensam em nada, são facilmente conduzidos pra qualquer buraco, amam o cheiro de esgoto, bebem água de privadas, e não oferecem absolutamente nada!
Não querem nada tbém.
Só militares.
Militares vendendo pães, militares no açougue, na farmácia, na quitanda, na feira, em casa com suas mulheres, filhas, mães...
Precisa de um fotografo?
Vai no quartel.
Precisa de um medicamento?
Vai no quartel.
Precisa peidar?
Vai no quartel.
Precisa cagar?
Opa! Vai no quartel.
Não sabe escovar os dentes?
Vai no quartel.
Precisa comprar cebola?
Vai no quartel.
Precisa realizar sua fantasia de corno?
Quartel.
Os filhotes da ditadura não sabem cozinhar um miojo se não tiver um militar com um fuzil por perto.
Vão mexer no caldeirão da sopa?
Com fuzil.
Querem apagar a luz?
Tiro ou bomba no interruptor.
Não sabem limpar as próprias bundas se não tiver um porteiro militar de banheiro.
Hoje, 2020, vejo jovens de 18 anos com espirito de velhos de 100 anos.
Daqueles bem rabujentos e fedorentos que passam o dia todo tirando pedacinhos de papel higiénico do cu, e depois enfiando o dedo no nariz pra cheirar.
Jovens de 18 anos.
Chegam a andarem encurvados de tão velhos que são.
Não contam piadas...nao jogam bola...reclamam qdo o salão de beleza ta fechado...fazem as unhas...sobrancelhas...pintam o cabelo...
Não pode contrariar...
Tem ranho escorrendo do nariz mas não admitem...
Jovens...de 18 anos...
Velhos. Um bando de velhos que nao sairão de puteiros no futuro.



All comments from YouTube:

Jamily Eyd

O Pirata
Ave Sangria

Não se iluda, minha calma não tem nada a ver
Sou bandido, sou sem alma e minto
Minha casa é o reino do mal
Meu pai é um animal
Minha mãe há muito que enlouqueceu
Só resta eu com a minha faca e a minha nau
Só resta eu com a minha faca e a minha nau

Sou pirata, solitário, sem mais nada
Sem bandeira, sem espada, no mar pra viver
Sangue e vinho derramados no convés
Sons de gaitas, violões e pés
Quando de repente surgem dez canhões
Era o Barba Negra com a sua turma e suas canções
Era o Barba Negra com a sua turma e suas canções

Não me ame, eu não quero ver você assim
Vá-se embora, eu não choro, sei cuidar de mim
Eu não tenho todas essas ilusões e apesar de ter tantos corações
Minha guerra nunca, nunca vai ter fim
Sim, sim eu sei, faço meu sorriso e faço minha lei
Sim, sim eu sei, faço meu sorriso e faço minha lei

Sou pirata, solitário, sem mais nada
Sem bandeira, sem espada, no mar pra viver
Sangue e vinho derramados no convés
Sons de gaitas, violões e pés
Quando de repente surgem dez canhões
Era o Barba Negra com a sua turma e suas canções
Era o Barba Negra com a sua turma e suas canções
Era o Barba Negra com a sua turma e suas canções

r1gby

jamily...... vc por aqui..........

Jamily Eyd

@Look Kkkkkkkkkkkk

Look

oi Jamily é o Carlo do faces

fx Fd

@Victor Nery Minha embarcação

Victor Nery

Minha nau?

1 More Replies...

Fábio Azevedo

Era o raça negra com a sua turma e suas canções

Marcos Vinícius

HAHAHAHAHAHAAHAHAHAH

Jão M.M

😂😂😂🤣🤣🤣🤣🤣😂😂

Lukas Marciano

@Isaias Josue tá bom, senta lá agora

More Comments

More Videos