Genre not found
Artist not found
Album not found
Song not found
Cotidiano
by Chico Buarque

Todo dia ela faz tudo sempre igual
Me sacode às seis horas da manhã
Me sorri um sorriso pontual
E me beija com a boca de hortelã

Todo dia ela diz que é pr'eu me cuidar
E essas coisas que diz toda mulher
Diz que está me esperando pr'o jantar
E me beija com a boca de café

Todo dia eu só penso em poder parar
Meio-dia eu só penso em dizer não
Depois penso na vida pra levar
E me calo com a boca de feijão

Seis da tarde como era de se esperar
Ela pega e me espera no portão
Diz que está muito louca pra beijar
E me beija com a boca de paixão

Toda noite ela diz pr'eu não me afastar
Meia-noite ela jura eterno amor
E me aperta pr'eu quase sufocar
E me morde com a boca de pavor

Todo dia ela faz tudo sempre igual
Me sacode às seis horas da manhã
Me sorri um sorriso pontual
E me beija com a boca de hortelã

Todo dia ela diz que é pr'eu me cuidar
E essas coisas que diz toda mulher
Diz que está me esperando pr'o jantar
E me beija com a boca de café

Todo dia eu só penso em poder parar
Meio-dia eu só penso em dizer não
Depois penso na vida pra levar
E me calo com a boca de feijão

Seis da tarde como era de se esperar
Ela pega e me espera no portão
Diz que está muito louca pra beijar
E me beija com a boca de paixão

Toda noite ela diz pr'eu não me afastar
Meia-noite ela jura eterno amor
E me aperta pr'eu quase sufocar
E me morde com a boca de pavor

Todo dia ela faz tudo sempre igual
Me sacode às seis horas da manhã
Me sorri um sorriso pontual
E me beija com a boca de hortelã

Lyrics © O/B/O APRA AMCOS
Written by: Francisco Buarque De Hollanda

Lyrics Licensed & Provided by LyricFind
To comment on specific lyrics, highlight them
Comments from YouTube:

Matheus Pompeu

Gente, eu não sei como vcs vêm essa música como romântica, ele basicamente fala que é tudo tão repetitivo que ele "todo dia pensa em poder parar"

mau leal

@Vitor Sencê E por isso que a música é genial, porque deixa lugar para cada um fazer sua própria interpretação

Erika Rodrigues

Acredito que essa letra se trata não só da época da ditadura,mas também da vida monótona de um casal...O cara é típico trabalhador assalariado que não é contente com a vida que tem,mas que não vê outro jeito e é obrigado a viver essa vida sem graça...Ela é uma tipica dona de casa,que vive todo dia a mesma coisa,o lavar,passar,cozinhar e fingir que não se cansa dessa vida...Eles provavelmente não falam um pro outro que estão cansados dessa vida,mas ele mesmo diz que pensa em parar,mas ela apesar de tudo isso tenta manter"a chama"acesa,na parte em que espera ele no portão e está louca pra beijar,e ele já cansado de tudo isso tenta achar alguma alegria nesses atos"apaixonantes"da mulher...Resumindo:É a vida de um casal pobre assalariado que vive numa mesmice de dá dó,mas que tenta achar alegria e motivos pra continuar e vai"empurrando com a barriga"...

Homerostomose Braba

@Vitor Sencê quando as pessoas saem de casa, quem tá ficando costuma falar "Se cuida"

Joana Quitéria Lima Monteiro

Gente lógico que é repetitivo, o nome da música já fala; "cotidiano". Aff

Joana Quitéria Lima Monteiro

Parar de trabalhar.

41 More Replies...

Vladimir Diniz

A música fala da sensação de impotência diante da vida, da vontade de se desprender das amarras sociais, e dos medos e aflições que sente o ser humano

Vladimir Diniz

@KING OF THE BOSH seu cu kkkkkk escuta primeiro, garotinho juvenil kkkkkkk. Tmj👍👍👍👍

KING OF THE BOSH

Nada a ver kkkkkk

Tiago Bsilva

Claro !

More Comments

More Videos