Nana Caymmi, resposta ao tempo: We need your help!

  • I can comment on it

  • I know the meaning

  • I can review it

  • I can translate it

Skip to video »
Genre not found
Artist not found
Album not found
Song not found
resposta ao tempo
by Nana Caymmi

Batidas na porta da frente
Й o tempo
Eu bebo um pouquinho
Prб ter argumento...

Mas fico sem jeito
Calado, ele ri
Ele zomba do quanto eu chorei
Porque sabe passar
E eu nгo sei

Num dia azul de verгo
Sinto o vento
Hб fфlhas no meu coraзгo
Й o tempo...

Recordo um amor que perdi
Ele ri
Diz que somos iguais
Se eu notei
Pois nгo sabe ficar
E eu tambйm nгo sei...

E gira em volta de mim
Sussurra que apaga os caminhos
Que amores terminam no escuro
Sozinhos...

Respondo que ele aprisiona
Eu liberto
Que ele adormece as paixхes
Eu desperto...

E o tempo se rуi
Com inveja de mim
Me vigia querendo aprender
Como eu morro de amor
Prб tentar reviver...

No fundo й uma eterna crianзa
Que nгo soube amadurecer
Eu posso, ele nгo vai poder
Me esquecer...

Respondo que ele aprisiona
Eu liberto
Que ele adormece as paixхes
Eu desperto...

E o tempo se rуi
Com inveja de mim
Me vigia querendo aprender
Como eu morro de amor
Prб tentar reviver...

No fundo й uma eterna crianзa
Que nгo soube amadurecer
Eu posso, e ele nгo vai poder
Me esquecer...

No fundo й uma eterna crianзa
Que nгo soube amadurecer
Eu posso, ele nгo vai poder
Me esquecer

Contributed by Sebastian I. Suggest a correction in the comments below.
To comment on specific lyrics, highlight them

More Videos