Genre not found
Artist not found
Album not found
Song not found

Oasis
Potyguara Bardo Lyrics


Agora vai! Em pleno deserto
A tempestade de areia lhe trouxe mais pra perto
Agora vem a mim semelhante
Também jovem nesse jogo, mas já tão bem amante

Agora vdc, já deu certo!
Pois já desejei a um gênio e cruzei o dedo aberto
Agora vai ter festa na floresta!
Mais de um milhão de bardos juntos pressa seresta!

Lhe ofereço água pra beber
Cê bebe tudo sem uma gota escorrer
Se sonhei ou se eu to sonhando
Eu não sei só sei que to gostando

E o coração sambando ao palpitar
Nós valsando ao som daquela da vittar
Me toquei que tava alucinando
Um oásis com a gente lá morando

Mas eu sei que você não me quer
Me afobei quando meu beijo retribuiu
Não faz mal, benzinho não vou lhe incomodar
1001 rejeições já precisei encarar

Mas eu sei que você não me quer
Me afobei quando meu beijo retribuiu
Outro igual, desculpe não vai encontrar
No varal do oásis eu estendo amor para dar

Parada paparadara parada paparadara
Paparadara paparadara paparadara

Agora vai! Agora já passou
Eu fiquei meio areado, é que a rede balançou
Agora chega desse mal agouro
Que eu não sou mais um bezerro e lustro bem os meus touros

Agora vai! Minha letra mudou
Mamma mia! Kkaramba! Eu quero um flop novo
Agora vou ouvir o meu coração
Quiçá dessa batida saia um outro refrão

Lhe ofereci água pra beber
Fez cara feia e se danou a correr
Se sonhei, ouvi quando acordando
No deserto o seu nome ecoando

Ce tem noção que consegue me afetar
Mais do que a situação da política brasileira? (Fora Temer)
Me passei, tô sempre alucinando
Vou fugir e ser um monge tibetano

Pois eu sei que você não me quer por aqui
Me afobei quando o meu beijo retribuiu
Não faz mal, benzinho não vou lhe incomodar
1001 rejeições já precisei encarar

Tudo bem que você não me quer por aqui
Me afobei quando o meu beijo retribuiu
Não faz mal, benzinho não vou lhe incomodar
O ideal é aprender a me preservar

Pois eu sei por mim devo ter mais respeito
Já notei minha saúde vale mais que um beijo
Outro igual, desculpe não vai encontrar
No varal do deserto eu ainda estendo amor para dar

Arada paparadara parada paparadara
Paparadara paparadara paparadara
Paradise

Writer(s): Dante Augusto

Contributed by Ian D. Suggest a correction in the comments below.
To comment on specific lyrics, highlight them
Most interesting comments from YouTube:

Esther Lopes

Agora vai em pleno deserto
A tempestade de areia lhe trouxe pra mais perto
Agora vem a mim semelhante
Também jovem nesse jogo, mas já tão bem amante
Agora vê, se já deu certo
Pois já desejei a um gênio, cruzei o dedo aberto
Agora vai ter festa na floresta
Mais de um milhão de bardos juntos pra essa seresta
Lhe ofereço algo pra beber
Cê bebe tudo sem uma gota escorrer
Se sonhei ou se eu tô sonhando
Eu não sei, só sei que tô gostando
E o coração sambando ao palpitar
Nós valsando ao som daquela da Vittar
Me toquei que tava alucinando
Um oásis com nós dois lá morando
Mas eu sei que você não me quer
Me afobei quando o meu beijo retribuiu
Não faz mal, benzinho, não vou lhe incomodar
Mil e uma rejeições já precisei encarar
Mas eu sei que você não me quer
Me afobei quando o meu beijo retribuiu
Outro igual, desculpe, não vai encontrar
No varal do oásis, eu estendo amor para dar
Parada paparadara parara paparadara
Paparadara paparadara paparadara
Agora vai, agora já passou
Eu fiquei meio areado, é que a rede balançou
Agora chega desse mal agouro
Que eu não sou mais um bezerro e lustro bem os meus touros
Agora vai, minha letra mudou
Mamma mia, ca-caramba, eu quero um flop novo
Agora vou ouvir o meu coração
Quiçá dessa batida sai um outro refrão
Lhe ofereci água pra beber
Fez cara feia e se danou a correr
Se sonhei, ouvi quando acordando
No deserto, o seu nome ecoando
Cê tem noção que consegue me afetar
Mais do que a situação da política brasileira?
Me passei, tô sempre alucinando
Vou fugir e ser um monge tibetano
Pois eu sei que você não me quer
Me afobei quando o meu beijo retribuiu
Não faz mal, benzinho, não vou lhe incomodar
Mil e uma rejeições já precisei encarar
Tudo bem que você não me quer por aqui
Me afobei quando o meu beijo retribuiu
Não faz mal, benzinho, não vou lhe incomodar
O ideal é aprender a me preservar
Pois eu sei, por mim devo ter mais respeito
Já notei, minha saúde vale mais que um beijo
Outro igual, desculpe não vai encontrar
No varal do deserto, eu ainda estendo amor para dar



Pedro Victor Xavier

LETRA
Agora vai em pleno deserto
A tempestade de areia lhe trouxe pra mais perto
Agora vem a mim semelhante
Também jovem nesse jogo, mas já tão bem amante

Agora vê, se já deu certo
Pois já desejei a um gênio e cruzei o dedo aberto
Agora vai ter festa na floresta!
Mais de um milhão de bardos juntos pressa seresta

Lhe ofereço algo pra beber
Cê bebe tudo sem uma gota escorrer
Se sonhei ou se eu tô sonhando
Eu não sei só sei que tô gostando

E o coração sambando ao palpitar
Nós valsando ao som daquela da Vittar
Me toquei que tava alucinando
Um oásis com a gente lá morando

Mas eu sei que você não me quer
Me afobei quando meu beijo retribuiu
Não faz mal, benzinho não vou lhe incomodar
Mil e uma rejeições já precisei encarar

Mas eu sei que você não me quer
Me afobei quando meu beijo retribuiu
Outro igual, desculpe, não vai encontrar
No varal do oásis eu estendo amor para dar

Parada paparadara parara paparadara
Paparadara paparadara paparadara

Agora vai! Agora já passou
Eu fiquei meio areado, é que a rede balançou
Agora chega desse mal agouro
Eu não sou mais um bezerro e lustro bem os meus touros

Agora vai! Minha letra mudou
Mamma mia, kakaramba! Eu quero um flop novo
Agora vou ouvir o meu coração
Quiçá dessa batida saia um outro refrão

Lhe ofereci água pra beber
Fez cara feia e se danou a correr
Se sonhei, eu ouvi quando acordando
No deserto o seu nome ecoando

Cê tem noção que consegue me afetar
Mais do que a situação da política brasileira?
Me passei, tô sempre alucinando
Vou fugir e ser um monge tibetano

Pois eu sei que você não me quer
Me afobei quando o meu beijo retribuiu
Não faz mal, benzinho não vou lhe incomodar
Mil e uma rejeições já precisei encarar

Tudo bem que você não me quer por aqui
Me afobei quando o meu beijo retribuiu
Não faz mal, benzinho não vou lhe incomodar
O ideal é aprender a me preservar

Pois eu sei por mim devo ter mais respeito
Já notei, a minha saúde vale mais que um beijo
Outro igual, desculpe não vai encontrar
No varal do deserto eu ainda estendo amor para dar

Parada paparadara parada paparadara
Paparadara paparadara paparadara
Paradaaa
Paradaaa



Julia Gabrielli

Letra:
Agora vai em pleno deserto
A tempestade de areia lhe trouxe pra mais perto
Agora vem a mim semelhante
Também jovem nesse jogo, mas já tão bem amante

Agora vê, se já deu certo
Pois já desejei a um gênio e cruzei o dedo aberto
Agora vai ter festa na floresta!
Mais de um milhão de bardos juntos pressa seresta

Lhe ofereço algo pra beber
Cê bebe tudo sem uma gota escorrer
Se sonhei ou se eu tô sonhando
Eu não sei só sei que tô gostando

E o coração sambando ao palpitar
Nós valsando ao som daquela da Vittar
Me toquei que tava alucinando
Um oásis com nós dois lá morando

Mas eu sei que você não me quer
Me afobei quando meu beijo retribuiu
Não faz mal, benzinho não vou lhe incomodar
Mil e uma rejeições já precisei encarar

Mas eu sei que você não me quer
Me afobei quando meu beijo retribuiu
Outro igual, desculpe, não vai encontrar
No varal do oásis eu estendo amor para dar

Parada paparadara parara paparadara
Paparadara paparadara paparadara

Agora vai! Agora já passou
Eu fiquei meio areado, é que a rede balançou
Agora chega desse mal agouro
Que eu não sou mais um bezerro e lustro bem os meus touros

Agora vai! Minha letra mudou
Mamma mia, caramba! Eu quero um flop novo
Agora vou ouvir o meu coração
Quiçá dessa batida saia um outro refrão

Lhe ofereci água pra beber
Fez cara feia e se danou a correr
Se sonhei, ouvi quando acordando
No deserto o seu nome ecoando

Cê tem noção que consegue me afetar
Mais do que a situação da política brasileira?
Me passei, tô sempre alucinando
Vou fugir e ser um monge tibetano

Pois eu sei que você não me quer
Me afobei quando o meu beijo retribuiu
Não faz mal, benzinho não vou lhe incomodar
Mil e uma rejeições já precisei encarar

Tudo bem que você não me quer por aqui
Me afobei quando o meu beijo retribuiu
Não faz mal, benzinho não vou lhe incomodar
O ideal é aprender a me preservar

Pois eu sei por mim devo ter mais respeito
Já notei, minha saúde vale mais que um beijo
Outro igual, desculpe não vai encontrar
No varal do deserto eu ainda estendo amor para dar

Parada paparadara parada paparadara
Paparadara paparadara paparadara
Paradaaa
Paradaaa
Parada paparadara paradise
Parada paparadara



Maik Rodrigues

Agora vai em pleno deserto
A tempestade de areia lhe trouxe mais pra perto
Agora vem a mim semelhante
Também jovem nesse jogo, mas já tão bem amante

Agora VDC, já deu certo!
Pois já desejei a um gênio e cruzei o dedo aberto
Agora vai ter festa na floresta!
Mais de um milhão de bardos juntos pressa seresta!

Lhe ofereço algo pra beber
Cê bebe tudo sem uma gota escorrer
Se sonhei ou se eu tô sonhando
Eu não sei só sei que tô gostando

E o coração sambando ao palpitar
Nós valsando ao som daquela da Vittar
Me toquei que tava alucinando
Um oásis com a gente lá morando

Mas eu sei que você não me quer
Me afobei quando meu beijo retribuiu
Não faz mal, benzinho não vou lhe incomodar
Mil e uma rejeições já precisei encarar


Mas eu sei que você não me quer
Me afobei quando meu beijo retribuiu
Outro igual, desculpe, não vai encontrar
No varal do oásis eu estendo amor para dar

Parada paparadara parara paparadara
Paparadara paparadara paparadara

Agora vai, agora já passou
Eu fiquei meio areado, é que a rede balançou
Agora chega desse mal agouro
Que eu não sou mais um bezerro e lustro bem os meus touros

Agora vai, minha letra mudou
Mamma mia! Kkaramba! Eu quero um flop novo
Agora vou ouvir o meu coração
Quiçá dessa batida saia um outro refrão

Lhe ofereci água pra beber
Fez cara feia e se danou a correr
Se sonhei, ouvi quando acordando
No deserto o seu nome ecoando

Cê tem noção que consegue me afetar
Mais do que a situação da política brasileira?
Me passei, tô sempre alucinando
Vou fugir e ser um monge tibetano

Pois eu sei que você não me quer
Me afobei quando o meu beijo retribuiu
Não faz mal, benzinho não vou lhe incomodar
Mil e uma rejeições já precisei encarar

Tudo bem que você não me quer por aqui
Me afobei quando o meu beijo retribuiu
Não faz mal, benzinho não vou lhe incomodar
O ideal é aprender a me preservar

Pois eu sei por mim devo ter mais respeito
Já notei minha saúde vale mais que um beijo
Outro igual, desculpe não vai encontrar
No varal do deserto eu ainda estendo amor para dar

Parada paparadara parada paparadara
Paparadara paparadara paparadara
Paradaaa
Paradaaa
Parada paparadara paradise



George Marques

Possível pessoas com estilo musical diferente, possivelmente pessoas homofóbico, possivelmente um fã que não gostou dessa musica.
Muitas coisas podem levar a pessoa a dar deslike.
Mais será a gente que estamos errados em criticar a opinião de outros.
A música da banda Venom - nightmare, e um histórico feito para uma nova geração do estilo Black Metal, foi a revolução para uma cultura de cantores.
E tenho por mim, que 90% das pessoas deram like nessa música dariam deslike.
E será que isso me dá direito de falar que a pessoa é sem cultura?
Mais infelizmente o mundo é assim uns gostam outros não.
Gosto muito dela, mais gosto também de outros.
Meus parabéns pela música.



Thaís owl

Pra quem gosta de acompanhar também
Letra:
Agora vai em pleno deserto
A tempestade de areia lhe trouxe pra mais perto
Agora vem a mim semelhante
Também jovem nesse jogo, mas já tão bem amante

Agora VDC, já deu certo!
Pois já desejei a um gênio e cruzei o dedo aberto
Agora vai ter festa na floresta!
Mais de um milhão de bardos juntos pressa seresta!

Lhe ofereço algo pra beber
Cê bebe tudo sem uma gota escorrer
Se sonhei ou se eu tô sonhando
Eu não sei só sei que tô gostando

E o coração sambando ao palpitar
Nós valsando ao som daquela da Vittar
Me toquei que tava alucinando
Um oásis com a gente lá morando

Mas eu sei que você não me quer
Me afobei quando meu beijo retribuiu
Não faz mal, benzinho não vou lhe incomodar
Mil e uma rejeições já precisei encarar

Mas eu sei que você não me quer
Me afobei quando meu beijo retribuiu
Outro igual, desculpe, não vai encontrar
No varal do oásis eu estendo amor para dar

Parada paparadara parara paparadara
Paparadara paparadara paparadara

Agora vai, agora já passou
Eu fiquei meio areado, é que a rede balançou
Agora chega desse mal agouro
Que eu não sou mais um bezerro e lustro bem os meus touros

Agora vai, minha letra mudou
Mamma mia! Kkaramba! Eu quero um flop novo
Agora vou ouvir o meu coração
Quiçá dessa batida saia um outro refrão

Lhe ofereci água pra beber
Fez cara feia e se danou a correr
Se sonhei, ouvi quando acordando
No deserto o seu nome ecoando

Cê tem noção que consegue me afetar
Mais do que a situação da política brasileira? 
Me passei, tô sempre alucinando
Vou fugir e ser um monge tibetano

Pois eu sei que você não me quer
Me afobei quando o meu beijo retribuiu
Não faz mal, benzinho não vou lhe incomodar
Mil e uma rejeições já precisei encarar

Tudo bem que você não me quer por aqui
Me afobei quando o meu beijo retribuiu
Não faz mal, benzinho não vou lhe incomodar
O ideal é aprender a me preservar

Pois eu sei por mim devo ter mais respeito
Já notei minha saúde vale mais que um beijo
Outro igual, desculpe não vai encontrar
No varal do deserto eu ainda estendo amor para dar

Parada paparadara parada paparadara
Paparadara paparadara paparadara
Paradaaa
Paradaaa
Parada paparadara paradise
Parada paparadara



cazano

LETRA
Agora vai em pleno deserto
A tempestade de areia lhe trouxe pra mais perto
Agora vem a mim semelhante
Também jovem nesse jogo, mas já tão bem amante

Agora VDC, já deu certo!
Pois já desejei a um gênio e cruzei o dedo aberto
Agora vai ter festa na floresta!
Mais de um milhão de bardos juntos pressa seresta!

Lhe ofereço água pra beber
Cê bebe tudo sem uma gota escorrer
Se sonhei ou se eu tô sonhando
Eu não sei só sei que tô gostando

E o coração sambando ao palpitar
Nós valsando ao som daquela da Vittar
Me toquei que tava alucinando
Um oásis com a gente lá morando

Mas eu sei que você não me quer
Me afobei quando meu beijo retribuiu
Não faz mal, benzinho não vou lhe incomodar
Mil e uma rejeições já precisei encarar

Mas eu sei que você não me quer
Me afobei quando meu beijo retribuiu
Outro igual, desculpe, não vai encontrar
No varal do oásis eu estendo amor para dar

Parada paparadara parara paparadara
Paparadara paparadara paparadara

Agora vai! Agora já passou
Eu fiquei meio areado, é que a rede balançou
Agora chega desse mal agouro
Que eu não sou mais um bezerro e lustro bem os meus touros

Agora vai! Minha letra mudou
Mamma mia! Kkaramba! Eu quero um flop novo
Agora vou ouvir o meu coração
Quiçá dessa batida saia um outro refrão

Lhe ofereci água pra beber
Fez cara feia e se danou a correr
Se sonhei, ouvi quando acordando
No deserto o seu nome ecoando

Cê tem noção que consegue me afetar
Mais do que a situação da política brasileira?
Me passei, tô sempre alucinando
Vou fugir e ser um monge tibetano

Pois eu sei que você não me quer
Me afobei quando o meu beijo retribuiu
Não faz mal, benzinho não vou lhe incomodar
Mil e uma rejeições já precisei encarar

Tudo bem que você não me quer por aqui
Me afobei quando o meu beijo retribuiu
Não faz mal, benzinho não vou lhe incomodar
O ideal é aprender a me preservar

Pois eu sei por mim devo ter mais respeito
Já notei, minha saúde vale mais que um beijo
Outro igual, desculpe não vai encontrar
No varal do deserto eu ainda estendo amor para dar

Parada paparadara parada paparadara
Paparadara paparadara paparadara
Paradaaa
Paradaaa
Parada paparadara paradise
Parada paparadara



All comments from YouTube:

MangoLab

Ouça nossa Playlist do Estúdio MangoLab: http://bit.ly/EstúdioMangoLab

Henrique

Lalala

Henrique

Lalala

Henrique

Lalala

lsis

JESSI!

Liguii Games

@Arthur Voiterk tem uma muleta

2 More Replies...

Potyguara Bardo

Quanta mensagem linda! Muito obrigad a todo mundo fazendo questao d dizer q foi tocad pela musica. é pra isso a eu faço! mt amor pra nós 💜🌈

Arames Assessoria Contábil

Difícil passar um dia sem escutar Oásis e Jogo da Vida, vc é maravilhosa

Nathália Vieira

Massa!

EU SOUL VOCÊ

💜

More Comments

More Videos