Genre not found
Artist not found
Album not found
Song not found

Telegrama
Zeca Baleiro Lyrics


Eu 'tava triste tristinho
Mais sem graça que a top model magrela na passarela
Eu 'tava só sozinho
Mais solitário que um paulistano
Que um canastrão na hora que cai o pano
'Tava mais bobo que banda de rock
Que um palhaço do circo Vostok

Mas ontem eu recebi um telegrama
Era você de Aracaju ou do Alabama
Dizendo nego, sinta-se feliz
Porque no mundo tem alguém que diz
Que muito te ama
Que tanto te ama
Que muito, muito te ama
Que tanto te ama

Por isso hoje eu acordei com uma vontade danada
De mandar flores ao delegado
De bater na porta do vizinho e desejar bom dia
De beijar o português da padaria

Hoje eu acordei com uma vontade danada
De mandar flores ao delegado
De bater na porta do vizinho e desejar bom dia
De beijar o português da padaria

Mama, ô mama, ô mama
Quero ser seu, quero ser seu, quero ser seu, quero ser seu papa

Mama, ô mama, ô mama
Quero ser seu, quero ser seu, quero ser seu, quero ser seu papa

Eu 'tava triste, tristinho
Mais sem graça que a top model magrela na passarela
Eu 'tava só, sozinho
Mais solitário que um paulistano
Que um vilão de filme mexicano
'Tava mais bobo que banda de rock
Que um palhaço do circo Vostok

Mas ontem eu recebi um telegrama
Era você de Aracaju ou do Alabama
Dizendo nego sinta-se feliz
Porque no mundo tem alguém que diz
Que muito te ama
Que tanto te ama
Que muito te ama
Que tanto, tanto te ama

Por isso hoje eu acordei com uma vontade danada
De mandar flores ao delegado
De bater na porta do vizinho e desejar bom dia
De beijar o português da padaria

Hoje eu acordei com uma vontade danada
De mandar flores ao delegado
De bater na porta do vizinho e desejar bom dia
De beijar o português da padaria

Me dê a mão, vamos sair
Pra ver o Sol

Mama, ô mama, ô mama
Quero ser seu, quero ser seu, quero ser seu, quero ser seu papa

Mama, ô mama, ô mama
Quero ser seu, quero ser seu, quero ser seu, quero ser seu papa

Hoje eu acordei com uma vontade danada
De mandar flores ao delegado
De bater na porta do vizinho e desejar bom dia
De beijar o português da padaria

Hoje eu acordei com uma vontade danada
De mandar flores ao delegado
De bater na porta do vizinho e desejar bom dia
De beijar o português da padaria

Mama, ô mama, ô mama
Quero ser seu, quero ser seu, quero ser seu, quero ser seu papa

Mama, ô mama, ô mama
Quero ser seu, quero ser seu, quero ser seu, quero ser seu papa

Mama, ô mama, ô mama
Quero ser seu, quero ser seu, quero ser seu, quero ser seu papa

Mama, ô mama, ô mama
Me dê a mão, vamos sair pra ver o Sol (quero ser seu, quero ser seu)

Lyrics © Editora e Importadora Musical Fermata do Brasil Ltda., Universal Music Publishing Group
Written by: Adilea Da Rocha Macedo, Antonio Carlos Jobim, Jose De Ribamar Coelho Santos

Lyrics Licensed & Provided by LyricFind
To comment on specific lyrics, highlight them
Most interesting comments from YouTube:

Renata Xavier

Eu depois que a ameaça do covid estabilizar:
Hoje eu acordei
Com uma vontade danada
De mandar flores ao delegado
De bater na porta do vizinho
E desejar bom dia


Nunca senti tanta falta de contato humano na vida, bicho kk



Bruna Souza

Eu 'tava triste tristinho
Mais sem graça que a top model magrela na passarela
Eu 'tava só sozinho
Mais solitário que um paulistano
Que um canastrão na hora que cai o pano
'Tava mais bobo que banda de rock
Que um palhaço do circo Vostok

Mas ontem eu recebi um telegrama
Era você de Aracaju ou do Alabama
Dizendo nego, sinta-se feliz
Porque no mundo tem alguém que diz
Que muito te ama
Que tanto te ama
Que muito, muito te ama
Que tanto te ama

Por isso hoje eu acordei com uma vontade danada
De mandar flores ao delegado
De bater na porta do vizinho e desejar bom dia
De beijar o português da padaria

Hoje eu acordei com uma vontade danada
De mandar flores ao delegado
De bater na porta do vizinho e desejar bom dia
De beijar o português da padaria

Mama, ô mama, ô mama
Quero ser seu, quero ser seu, quero ser seu, quero ser seu papa

Mama, ô mama, ô mama
Quero ser seu, quero ser seu, quero ser seu, quero ser seu papa

Eu 'tava triste, tristinho
Mais sem graça que a top model magrela na passarela
Eu 'tava só, sozinho
Mais solitário que um paulistano
Que um vilão de filme mexicano
'Tava mais bobo que banda de rock
Que um palhaço do circo Vostok

Mas ontem eu recebi um telegrama
Era você de Aracaju ou do Alabama
Dizendo nego sinta-se feliz
Porque no mundo tem alguém que diz
Que muito te ama
Que tanto te ama
Que muito te ama
Que tanto, tanto te ama

Por isso hoje eu acordei com uma vontade danada
De mandar flores ao delegado
De bater na porta do vizinho e desejar bom dia
De beijar o português da padaria

Hoje eu acordei com uma vontade danada
De mandar flores ao delegado
De bater na porta do vizinho e desejar bom dia
De beijar o português da padaria

Me dê a mão, vamos sair
Pra ver o Sol

Mama, ô mama, ô mama
Quero ser seu, quero ser seu, quero ser seu, quero ser seu papa

Mama, ô mama, ô mama
Quero ser seu, quero ser seu, quero ser seu, quero ser seu papa

Hoje eu acordei com uma vontade danada
De mandar flores ao delegado
De bater na porta do vizinho e desejar bom dia
De beijar o português da padaria

Hoje eu acordei com uma vontade danada
De mandar flores ao delegado
De bater na porta do vizinho e desejar bom dia
De beijar o português da padaria

Mama, ô mama, ô mama
Quero ser seu, quero ser seu, quero ser seu, quero ser seu papa

Mama, ô mama, ô mama
Quero ser seu, quero ser seu, quero ser seu, quero ser seu papa

Mama, ô mama, ô mama
Quero ser seu, quero ser seu, quero ser seu, quero ser seu papa

Mama, ô mama, ô mama
Me dê a mão, vamos sair pra ver o Sol (quero ser seu, quero ser seu)



Pedro Barreto Teacher

Eu tava triste, tristinho
Mais sem graça que a top-model magrela
Na passarela
Eu tava só, sozinho!
Mais solitário que um paulistano
Que um canastrão na hora que cai o pano
Tava mais bobo que banda de rock
Que um palhaço do circo Vostok

Mas ontem eu recebi um telegrama
Era você de Aracaju ou do Alabama
Dizendo: Nêgo, sinta-se feliz
Porque no mundo tem alguém que diz
Que muito te ama!
Que tanto te ama!
Que muito, muito te ama
Que tanto te ama!

Por isso hoje eu acordei
Com uma vontade danada
De mandar flores ao delegado
De bater na porta do vizinho
E desejar bom dia
De beijar o português
Da padaria

Hoje eu acordei
Com uma vontade danada
De mandar flores ao delegado
De bater na porta do vizinho
E desejar bom dia

De beijar o português
Da padaria

Mama! Oh Mama! Oh Mama!
Quero ser seu
Quero ser seu
Quero ser seu
Quero ser seu papa!

Mama! Oh Mama! Oh Mama!
Quero ser seu
Quero ser seu
Quero ser seu
Quero ser seu papa!

Eu tava triste, tristinho!
Mais sem graça que a top-model magrela
Na passarela
Eu tava só, sozinho!
Mais solitário que um paulistano
Que um vilão de filme mexicano
Tava mais bobo que banda de rock
Que um palhaço do circo Vostok

Mas ontem eu recebi um telegrama
Era você de Aracaju ou do Alabama
Dizendo: Nego sinta-se feliz
Porque no mundo tem alguém que diz
Que muito te ama!
Que tanto te ama!
Que muito te ama!
Que tanto, tanto te ama!

Por isso hoje eu acordei
Com uma vontade danada
De mandar flores ao delegado
De bater na porta do vizinho
E desejar bom dia
De beijar o português
Da padaria

Hoje eu acordei
Com uma vontade danada
De mandar flores ao delegado
De bater na porta do vizinho
E desejar bom dia
De beijar o português
Da padaria

Me dê a mão, vamos sair
Pra ver o sol!

Mama! Oh Mama! Oh Mama!
Quero ser seu
Quero ser seu
Quero ser seu
Quero ser seu papa!

Hoje eu acordei
Com uma vontade danada
De mandar flores ao delegado
De bater na porta do vizinho
E desejar bom dia
De beijar o português
Da padaria

Hoje eu acordei
Com uma vontade danada
De mandar flores ao delegado
De bater na porta do vizinho
E desejar bom dia
De beijar o português
Da padaria

Mama! Oh Mama! Oh Mama!
Quero ser seu
Quero ser seu
Quero ser seu
Quero ser seu papa!

Mama! Oh Mama! Oh Mama!
Quero ser seu
Quero ser seu
Quero ser seu
Quero ser seu papa!

Mama! Oh Mama! Oh Mama!
Quero ser seu
Quero ser seu
Quero ser seu
Quero ser seu papa!

Mama! Oh Mama! Oh Mama!
Quero ser seu
Quero ser seu
Quero ser seu
Quero ser seu papa!

Me dê a mão, vamos sair
Pra ver o sol



Edson Júnior Saldanha

O show do Zeca Baleiro aqui em Fortaleza foi sensacional
Imaginem o cenário
A beira mar
Noturno
Todos pisando na areia
E duas horas de showzão sem interrupções

Sem palavras
Apenas ótimas sensações e únicas experiências



All comments from YouTube:

Hunters CLan

Quem está ouvindo e 2021?

ɴᴏʀᴅᴇsᴛɪɴᴏ

Eu eu KKKK

Maria eduarda Rodrigues

Euuuuzinhaaa

douglas fernando

21/03/2021 belo som.

João Estivalet

tamo aqui em 2012

Marcosmosquito1

Huter tá mais aleatório que o bruxo

12 More Replies...

Mano 4 olhos

Quem pesquisou pelo zero, tamo junto

fernanda neris guilger

aguinha zerão

Tommy _

Acabei de ver o vídeo, kakakakakakakak

Eu Nya Souza

Tamo junto pra caraleo ✌🏽

More Comments

More Videos