Genre not found
Artist not found
Album not found
Song not found

Águas De Março
Elis Regina Lyrics


É o pau, é a pedra, é o fim do caminho
É um resto de toco, é um pouco sozinho
É um caco de vidro, é a vida, é o sol
É a noite, é a morte, é um laço, é o anzol
É peroba no campo, é o nó da madeira
Caingá candeia, é o matita-pereira

É madeira de vento, tombo da ribanceira
É o mistério profundo, é o queira ou não queira
É o vento vetando, é o fim da ladeira
É a viga, é o vão, festa da cumeeira
É a chuva chovendo, é conversa ribeira
Das águas de março, é o fim da canseira
É o pé, é o chão, é a marcha estradeira
Passarinho na mão, pedra de atiradeira

É uma ave no céu, é uma ave no chão
É um regato, é uma fonte, é um pedaço de pão
É o fundo do poço, é o fim do caminho
No rosto um desgosto, é um pouco sozinho

É um estepe, é um prego, é uma conta, é um conto
É um pingo pingando, é uma conta, é um ponto
É um peixe, é um gesto, é uma prata brilhando
É a luz da manha, é o tijolo chegando
É a lenha, é o dia, é o fim da picada
É a garrafa de cana, o estilhaço na estrada
É o projeto da casa, é o corpo na cama
É o carro enguiçado, é a lama, é a lama

É um passo, é uma ponte, é um sapo, é uma rã
É um resto de mato na luz da manhã
São as águas de março fechando o verão
É a promessa de vida no teu coração

É uma cobra, é um pau, é João, é José
É um espinho na mão, é um corte no pé
São as águas de março fechando o verão
É a promessa de vida no teu coração
É pau, é pedra, é o fim do caminho
É um resto de toco, é um pouco sozinho
É um passo, é uma ponte, é um sapo, é uma rã
É um belo horizonte, é uma febre terça
São as águas de março fechando o verão
É a promessa de vida no teu coração

Pau, erda
Im, inho
Esto, oco
Oco, inho
Aco, idro
Ida, ol
Oite, orte
Aço, zol
São as águas de março fechando o verão
É a promessa de vida no teu coração

Lyrics © CORCOVADO MUSIC CORPORATION, Tratore
Written by: Antonio Carlos Jobim

Lyrics Licensed & Provided by LyricFind
To comment on specific lyrics, highlight them
Most interesting comments from YouTube:

Matheus Andrade

É o pau, é a pedra, é o fim do caminho
É um resto de toco, é um pouco sozinho
É um caco de vidro, é a vida, é o sol
É a noite, é a morte, é um laço, é o anzol
É peroba no campo, é o nó da madeira
Caingá candeia, é o matita-pereira
É madeira de vento, tombo da ribanceira
É o mistério profundo, é o queira ou não queira
É o vento vetando, é o fim da ladeira
É a viga, é o vão, festa da ciumeira
É a chuva chovendo, é conversa ribeira
Das águas de março, é o fim da canseira
É o pé, é o chão, é a marcha estradeira
Passarinho na mão, pedra de a tiradeira
É uma ave no céu, é uma ave no chão
É um regato, é uma fonte, é um pedaço de pão
É o fundo do poço, é o fim do caminho
No rosto um desgosto, é um pouco sozinho
É um estepe, é um prego, é uma conta, é um conto
É um pingo pingando, é uma conta, é um ponto
É um peixe, é um gesto, é uma prata brilhando
É a luz da manha, é o tijolo chegando
É a lenha, é o dia, é o fim da picada
É a garrafa de cana, o estilhaço na estrada
É o projeto da casa, é o corpo na cama
É o carro enguiçado, é a lama, é a lama
É um passo, é uma ponte, é um sapo, é uma rã
É um resto de mato na luz da manhã
São as águas de março fechando o verão
É a promessa de vida no teu coração
É uma cobra, é um pau, é João, é José
É um espinho na mão, é um corte no pé
São as águas de março fechando o verão
É a promessa de vida no teu coração
É pau, é pedra, é o fim do caminho
É um resto de toco, é um pouco sozinho
É um passo, é uma ponte, é um sapo, é uma rã
É um belo horizonte, é uma febre terça
São as águas de março fechando o verão
É a promessa de vida no teu coração
Pau, erda
Im, inho
Esto, oco
Oco, inho
Aco, idro
Ida, ol
Oite, orte
Aço, zol
São as águas de março fechando o verão
É a promessa de vida no teu coração



Barbarianrun

It is wood, it is stone
It is the end of the way
It is the rest of a bole
It is a bit in loneliness

It is a shard of glass
It is life, it is sun
It is the night, it is the death
It is the tie , it is the hook ...

It is peroba do campo
It is the knob in the wood
Caingá, candeia
It is matita-pereira

It is madeira de vento
The fall of the bluff
It is a profound mystery
It is the "want it or not want it"

It is the wind, blowing
It is the end of the slope
It is the beam, it is the span
Festa da Cumeeira...

It is rain, raining
It is a talk in idle
of the waters of March
It is the end of the tiredness

It is the foot, it is the ground
It is the trail on the road
Bird in the hand
Stone of slingshot

It is a bird in the sky
It is a bird on the ground
It is a stream, it is a fontain
It is a piece of bread ...

It is the bottom of the well
It is the end of the way
A woe in the face
It is a bit in loneliness

It is a thorn, it is a nail
It is a tip, it is a point
It is a drop, dripping
It is a bead, it is a tale ...

It is a fish, it is a gesture
It is the silver, shining
It is the morning light
It is the brick, coming

It is the firewood, it is the day
It is the worstest after the worst
It is a bottle of cane
Fragment on the road ...

It is the project of the house
It is a body in the bed
It is the car in breakdown
It is the mud, it is the mud

It is a footstep, it is a bridge
It is a frog, it is a frog
It is a rest of bush...
under the morning light

They are the waters of March,
Closing the summer
And the promise of life
in your heart ...

It is a snake, it is a stick of wood
It is João, it is José
It is a thorn in the hand
It is a cut in the foot ...

They are the waters of March,
closing the summer...
and the promise of life...
in your heart

It is wood, it is stone
It is the end of the way
It is the rest of a bole
It is a bit in loneliness

It is a step, it is a bridge
It's a frog, it is a frog
It is a beautiful horizon
Interminent fever

They are the waters of March,
closing the summer...
and the promise of life...
in your heart

-Esto, -Oco, -Ouco, -Inho
-Oite, -Orte, -Aço, -Zol...

They are the waters of March,
closing the summer...
and the promise of life...
in your heart



All comments from YouTube:

Juan Alberto Ávalos

Dios mío, que documento... Un clásico, no sólo de música popular brasileña, sino de toda la cultura popular latinoamericana. Desde Mendoza, Argentina

TERESA Quintero Carrillo

Excelente, espectacular 👌👌

Liliana Lopez

@EL Desculpa flor te chamei de amigo! Amigona!

Liliana Lopez

@gabirou Assim se fala amigo, tenho mais anos de Brasil que de Argentina e acho que somos mesmo irmãos, masi do que queremos admitir! grande abraço

Daniela Kotait

El Español es un idioma hermoso , me encanta el espanõl,sou brasileña, Aquí en Brasil hay clases de español en las escuelas.

EL

@gabirou Não entendo essa rivalidade, inclusive amo o sotaque argentino!

3 More Replies...

Ksenia Avramenko

Когда я слушаю эту песню- становлюсь счастливой! Искусство для этого и нужно- чтобы люди становились счастливыми, пусть ненадолго!... спасибо! Спасибо!♥️

Wagner

Rússia 🇷🇺 ❤️ 🇧🇷 Brasil

Pedro Peter

que lindo seu comentário!

Dr. Robotnik

@Arnaldo Mendes Tava tirando? Que cara sem noção você em.

More Comments

More Videos