Construção
Cristina Branco Lyrics


Amou daquela vez como se fosse a última
Beijou sua mulher como se fosse a última
E cada filho seu como se fosse o único
E atravessou a rua com seu passo tímido
Subiu a construção como se fosse máquina
Ergueu no patamar quatro paredes sólidas
Tijolo com tijolo num desenho mágico
Seus olhos embotados de cimento e lágrima
Sentou pra descansar como se fosse sábado
Comeu feijão com arroz como se fosse um príncipe
Bebeu e soluçou como se fosse um náufrago
Dançou e gargalhou como se ouvisse música
E tropeçou no céu como se fosse um bêbado
E flutuou no ar como se fosse um pássaro
E se acabou no chão feito um pacote flácido
Agonizou no meio do passeio público
Morreu na contra-mão atrapalhando o tráfego

Amou daquela vez como se fosse o último
Beijou sua mulher como se fosse a única
E cada filho seu como se fosse o pródigo
E atravessou a rua com seu passo bêbado
Subiu a construção como se fosse sólido
Ergueu no patamar quatro paredes mágicas
Tijolo com tijolo num desenho lógico
Seus olhos embotados de cimento e tráfego
Sentou pra descansar como se fosse um príncipe
Comeu feijão com arroz como se fosse o máximo
Bebeu e soluçou como se fosse máquina
Dançou e gargalhou como se fosse o próximo
E tropeçou no céu como se ouvisse música
E flutuou no ar como se fosse sábado
E se acabou no chão feito um pacote tímido
Agonizou no meio do passeio náufrago
Morreu na contra-mão atrapalhando o público

Amou daquela vez como se fosse máquina
Beijou sua mulher como se fosse lógico
Ergueu no patamar quatro paredes flácidas
Sentou pra descansar como se fosse um pássaro
E flutuou no ar como se fosse um príncipe
E se acabou no chão feito um pacote bêbado
Morreu na contra-mão atrapalhando o sábado.

Contributed by Brayden L. Suggest a correction in the comments below.
To comment on specific lyrics, highlight them
Genre not found
Artist not found
Album not found
Song not found
Comments from YouTube:

Carlos Antolin Teixeira

Sou um "Chiquista"militante.Sempre pensei que esta obra dele não poderia ser interpretada a não ser pelo autor.Enganei-me ! Duma forma sublime a Cristina Branco consegue fazê-lo e, de que maneira.O arranjo,os músicos, o sotaque (sem ser abrasileirado) que bom gosto.PARABÉNS ! Vou comprar e divulgar muito.

Luv D.

Meu Deus, ficamos extasiados... Que bela homenagem ao grande Chico Buarque. BRAVO.

wagner barbosa

Maravilha, sou do Brasil e esta musica do Chico e´boa demais, esta versão ficou incrível, Cristina Branco é um agrande cantora.

teresa martins

Linda esta versão, tão emotivamente actual

José Inácio Vieira de Melo

Uma crua e magistral interpretação do clássico "Construção".

Henry Chinaski

Belleza, belleza, belleza! La letra es brutal...

antonio carlos medeiros

Ela captou a essencia da música! Parabéns!!

Marc Soriano

magniiiiiifique !!!!

Geoff Aldwinckle

Hello from New Zealand. I visited Portugal in 2007, and have loved Fado ever since...

Valentim Nicolau

Sem consegui definir o que estou a sentir.

More Comments

More Videos