Cristina Branco, Sem Abrir Caminhos: We need your help!

  • I can comment on it

  • I know the meaning

  • I can review it

  • I can translate it

Skip to video »
Genre not found
Artist not found
Album not found
Song not found
Sem Abrir Caminhos
by Cristina Branco

Despi-me de lamentos, de vaidades
Onde julguei haver eternidades
De falsos pensamentos deformados;
Fiquei liberta de forjar ideias
Rasguei fronteiras e abri cadeias
E lavei-me dos céus enevoados

Guardei meus sonhos dos olhares alheios
Enterrei em mim loucos devaneios
De criar impérios e amar riqueza
E voando no espaço sem tarçar caminhos
Pude rir-me dos pobres adivinhos
Que a um destino me disseram presa

E cansada de mim, eu não me iludo
São negras minhas assas de veludo
Á procura de novas ansiedades
Fugindo da terra que me viu nascer
Eu sou aquilo que não queria ser;
Andorinha perdida de saudades

Contributed by Jasmine I. Suggest a correction in the comments below.
To comment on specific lyrics, highlight them

More Videos