Elba Ramalho, Frevos: We need your help!

  • I can comment on it

  • I know the meaning

  • I can review it

  • I can translate it

Skip to video »
Genre not found
Artist not found
Album not found
Song not found
Frevos
by Elba Ramalho

Quantos aqui ouvem os olhos eram de fé
Quantos elementos amam aquela mulher
Quantos homens eram inverno outros verão
Outonos caindo secos no solo da minha mão

Gemeram entre cabeças a ponta do esporão
A folha do não-me-toque e o medo da solidão

Veneno meu companheiro desata no cantador
E desemboca no primeiro açude do meu amor, meu amor

É quando o vento sacode a cabeleira
A dança toda vermelha
Um olho cego vagueia procurando por um

É quando o vento sacode a cabeleira
A dança toda vermelha
Um olho cego vagueia procurando por um

Oh oh oh
Oh oh oh

Quantos aqui ouvem os olhos eram de fé
Quantos elementos amam aquela mulher
Quantos homens eram inverno outros verão
Outonos caindo secos no solo da minha mão

Gemeram entre cabeças a ponta do esporão
A folha do não-me-toque e o medo da solidão, solidão

Veneno meu companheiro desata no cantador
E desemboca no primeiro açude do meu amor, meu amor

É quando o vento sacode a cabeleira
A dança toda vermelha
Um olho cego vagueia procurando por um

É quando o vento sacode a cabeleira
A dança toda vermelha
Um olho cego vagueia procurando por um, por um

É quando o vento sacode a cabeleira
A dança toda vermelha
Um olho cego vagueia procurando por um

É quando o vento sacode a cabeleira
A dança toda vermelha
Um olho cego vagueia procurando por um

Oh oh oh
Oh oh oh
Oh oh oh
Oh oh oh
Oh oh oh
Oh oh oh
Oh oh oh
Oh oh oh
Oh oh oh
Oh oh oh
Oh oh oh
Oh oh oh
Oh oh oh

Lyrics © Warner/Chappell Music, Inc.
Written by: Jose Ramalho Neto

Lyrics Licensed & Provided by LyricFind
To comment on specific lyrics, highlight them

More Videos