Asa branca
Elis Regina Lyrics


Quando olhei a terra ardendo qual fogueira de S�o Jo�o
Eu perguntei a Deus do c�u por que tamanha judia��o
Eu perguntei a Deus do c�u por que tamanha judia��o

Que braseiro, que fornalha, nenhum p� de planta��o
Por falta d'�gua perdi meu gado, morreu de sede meu alaz�o
Por falta d'�gua perdi meu gado, morreu de sede meu alaz�o

Int� mesmo a Asa Branca bateu asas do sert�o
Entonce eu disse: adeus Rosinha, guarda contigo meu cora��o
Entonce eu disse: adeus Rosinha, guarda contigo meu cora��o

Hoje longe muitas l�guas nessa triste solid�o
Espero a chuva cair de novo pra eu voltar pro meu sert�o
Espero a chuva cair de novo pra eu voltar pro meu sert�o

Quando o verde dos teus olhos se espai� na planta��o
Eu te asseguro, n�o chores n�o, viu, que eu voltarei, viu, meu cora��o
Eu te asseguro, n�o chores n�o, viu, que eu voltarei, viu, meu cora��o

Contributed by Colin J. Suggest a correction in the comments below.
To comment on specific lyrics, highlight them
Genre not found
Artist not found
Album not found
Song not found
Comments from YouTube:

Juliana Barbosa OFICIAL

Pelo menos uma vez ao mês tenho que voltar aqui, meu coração precisa dessa emoção.
Herrneto e Elis.

Henrique Monducci

Faço a mesma coisa, kkkk.

João Gonçalves

💚❤️

cebolinha198

Elis sabia pacas de gramática: “guarde consigo” . Perfeito. Imperativo afirmativo e pronome na pessoa certa. A mulher almejava a perfeição e trabalhava para isso.

Andre Andre

Elis era perfeccionista é certo. Nesse caso se falava assim mesmo nessa época, todos os artistas que chegavam em uma gravadora com uma música passavam imediatamente por um revisor de gramática. Só quando um artista insistia muito que um regionalismo ou uma licença poética era aceita.

Juliana Pimenta

@Thiago A. Boaventura perfeita colocação

Alex Souza

Peraí, bicho.

Thiago A. Boaventura

Pra mim o entendimento de gramática normativa não é um trabalho que necessariamente se alie à perfeição. Como linguista e psicoterapeuta só posso dizer que perfeição é uma fantasia narcísica. Uma ilusão de quem tá numa visão demasiadamente uterina. De retorno a "uma era de ouro", quando tudo era "perfeito": o útero. Portanto é infantil. O que vejo aqui é um respeito à variante nordestina: no nordeste assim como em Portugal, ao utilizarem uma 2a pessoa do Discuso(com quem se fala) no entanto com um estrutura de terceira pessoa(você, vocemecê, vosmecê, vossa mercê, vossa mercedes), usa-se um imperativo de acordo com essa estrutura e os pronomes também de acordo. Portanto o pronome da terceira pessoa, consigo. Para usar contigo, preciso usar o tu. No centro sul do país usamos o imperativo da segunda embora façamos o uso de você. Fazemos um uso mais desatento em relação a isso, se comparado com como se usa no nordeste ou em portugal. Apesar de não significar nada(ser perfeito ou não ser, ser superior ou não ser) ainda assim é um mais que bem-vindo tapa na cara do centro sul, se fôssemos usar os mesmos padrões opressores para julgar o centro sul com a mesma visão preconceituosa com que nós do centro sul(pois sou de bsb) julgamos o nordeste. Ou seja: falar assim é só uma variante, não deveria estar atrelada com ser mais ou menos perfeito, mas se formos usar a própria métrica centro sulista pra isso, que o centro sul então dobrasse a língua e pensasse duas vezes antes de chamar o nordestino de ignorante.

Raul Neto

A licença poética é predominante nos artistas que, muitas vezes, sequer sabem conjugar verbos.

1 More Replies...

DUBLANDO COM HUMOR

Elis estava pisando em ovos, pois o Hermeto improvisou geral.

More Comments

More Videos