Relato De Um Homem de Bom Coração
Fresno Lyrics


Eu procurei, jurei que não iria mais falar de mim.
Porquê eu achei que eu tinha outras historias pra contar.
Tudo o que eu sempre procurei,
Tudo o que eu sempre sonhei não vale nada se não enxergo um palmo a frente,
Então não tente olhar pra trás.
Não existe uma só curva nessa estrada, preciso de uma bifurcação.

E eu vou pra longe de você.
Eu já perdi, eu já sofri demais. Eu parti, joguei tudo pra trás.
Eu vou fugir, pra bem longe daqui. Vou caminhar, e ninguém vai me seguir.

Eu tinha apenas 16, e já achava que eu sabia demais.
Tudo o que eu tinha era um quarto e o dinheiro dos meus pais
E alguns amigos que cabiam numa mão.
Era vazio aquele rio de solidão.
Eu hoje viajo num só mês, milhões de milhas sem ter pra onde voltar.
O asfalto é minha casa, mas não da pra chamar de lar,
É tão vazio, tão frio, tão fora do lugar. Não existe nada aqui, que vai me fazer mudar.

Eu já perdi, eu já sofri demais. Eu parti, joguei tudo pra trás.
Eu vou fugir, pra bem longe daqui. Vou caminhar, e ninguém vai me seguir.

Anoiteceu, mas faz tempo que a minha vida escureceu,
Não sei ao certo quando isso aconteceu, só sei que o culpado fui eu.
De que adianta abrir os olhos, se sei que os flashs são para me cegar.
Esses abraços são pra me amaldiçoar.
Eu nunca te obriguei a me ouvir falar.

E desde quando você acha que sabe melhor de mim, do que eu?
Existem tantas coisas que eu vivi que você nunca viveu.

Eu procurei, jurei que não iria mais falar de mim.
Mas eu sou assim, eu tenho tanta historia pra contar.

Contributed by Callie I. Suggest a correction in the comments below.
To comment on specific lyrics, highlight them
Genre not found
Artist not found
Album not found
Song not found
Most interesting comments from YouTube:

Danielle Rocha

Letra:

Eu procurei
Jurei que não iria mais falar de mim
Porque eu achei que eu tinha outras historias pra contar...

Tudo o que eu sempre procurei
Tudo o que eu sempre sonhei não vale nada
Se não enxergo um palmo à frente, então nem tente olhar pra trás
Não existe uma só curva nessa estrada
(Preciso de uma bifurcação)

E eu vou pra longe de você.

Eu já perdi, eu já sofri demais
Eu parti, joguei tudo pra trás
Eu vou fugir pra bem longe daqui
Vou caminhar, e ninguém vai me seguir

Eu tinha apenas dezesseis
E já achava que eu sabia demais
Tudo o que eu tinha era um quarto e o dinheiro dos meus pais
E alguns amigos que cabiam numa mão
(Era vazio aquele rio de solidão)

Hoje viajo, num só mês, milhões de milhas sem ter pra onde voltar
O asfalto é minha casa, mas não da pra chamar de lar
É tão vazio, tão frio, tão fora do lugar
(Não existe nada aqui que vá me fazer mudar)

Eu já perdi, eu já sofri demais
Eu parti, joguei tudo pra trás
Eu vou fugir pra bem longe daqui
Vou caminhar, e ninguém vai me seguir

Anoiteceu, mas faz tempo que a minha vida escureceu
Não sei, ao certo, quando isso aconteceu
Só sei que o culpado fui eu

De que adianta abrir os olhos, se sei que os flashs são pra me cegar?
Esses abraços são pra me amaldiçoar...
Eu nunca te obriguei a me ouvir falar!

E desde quando você acha que sabe melhor de mim, do que eu?
Existem tantas coisas que eu vivi que você nunca viveu.

Eu procurei
Jurei que não iria mais falar de mim
Mas eu sou assim
Eu tenho tanta historia pra contar...



Roberta Gomes

Relato de Um Homem de Bom Coração

Fresno





Original 

Rádio ÁlbumEu procurei, jurei que não iria mais falar de mim. Por que eu achei, que eu tinha outras histórias pra contar. Tudo o que eu sempre procurei, tudo o que eu sempre sonhei não vale nada Se não enxergo um palmo a frente, então não tente olhar pra trás. Não existe uma só curva nessa estrada, preciso de uma bifurcação E eu vou pra longe de você. Eu já perdi, eu já sofri demais. Eu parti, joguei tudo pra trás. Eu vou fugir, pra bem longe daqui. Vou caminhar, e ninguém vai me seguir. Eu tinha apenas 16, e já achava que eu sabia demais. Tudo o que eu tinha era um quarto e o dinheiro dos meus pais E alguns amigos que cabiam numa mão. (Era vazio aquele rio de solidão.) Eu hoje viajo num só mês, milhões de milhas sem ter pra onde voltar. O asfalto é minha casa, mas não da pra chamar de lar, É tão vazio, tão frio, tão fora do lugar. Não existe nada aqui, que vai me fazer mudar. Eu já perdi, eu já sofri demais. Eu parti, joguei tudo pra trás. Eu vou fugir, pra bem longe daqui. Vou caminhar, e ninguém vai me seguir Anoiteceu, mas faz tempo que a minha vida escureceu, Não sei ao certo quando isso aconteceu, só sei que o culpado fui eu. De que adianta abrir os olhos, se sei que os flashs são para me cegar. Esses abraços são pra me amaldiçoar. Eu nunca te obriguei a me ouvir falar. E desde quando você acha que sabe melhor de mim, do que eu? Existem tantas coisas que eu vivi que você nunca viveu. Eu procurei, jurei que não iria mais falar de mim. Mas eu sou assim, eu tenho tanta história pra contar.



All comments from YouTube:

Bruno Daniel

Depois dizem que a qualidade dá música brasileira está ruim, não está não, é você que não está ouvindo Fresno mesmo...

keila Andrade

exatamente , eu sempre achei o brasil um bom lugar pra se ouvir rockandroll , é só saber filtrar , mtv , multishow e bis estão numa vibe que não dá pra entender heheheh , então cabe a nós saber escolher , obrigado universo pela internet kkkkkkkkk

Filipe Dias

Exatamente, sempre esfrego a Fresno na cara de quem diz que a música brasileira morreu



Se nego só conhece o mainstream fica difícil

Bruno Geovane

E desde quando você acha que sabe melhor de mim, do que eu?
Existem tantas coisas que eu vivi que você nunca viveu.

Bruno Geovane

realmente tinha a cara dele

Fhilipe J

Bruno Alves só consigo lembrar da voz do lucas e do tavares cantando essa parte juntos

Henzo Silva

Eu procurei, jurei que não iria mais falar de mim. Por que eu achei, que eu tinha outras histórias pra contar. Tudo o que eu sempre procurei, tudo o que eu sempre sonhei não vale nada Se não enxergo um palmo a frente, então não tente olhar pra trás. Não existe uma só curva nessa estrada, preciso de uma bifurcação E eu vou pra longe de você. Eu já perdi, eu já sofri demais. Eu parti, joguei tudo pra trás. Eu vou fugir, pra bem longe daqui. Vou caminhar, e ninguém vai me seguir. Eu tinha apenas 16, e já achava que eu sabia demais. Tudo o que eu tinha era um quarto e o dinheiro dos meus pais E alguns amigos que cabiam numa mão. (Era vazio aquele rio de solidão.) Eu hoje viajo num só mês, milhões de milhas sem ter pra onde voltar. O asfalto é minha casa, mas não da pra chamar de lar, É tão vazio, tão frio, tão fora do lugar. Não existe nada aqui, que vai me fazer mudar. Eu já perdi, eu já sofri demais. Eu parti, joguei tudo pra trás. Eu vou fugir, pra bem longe daqui. Vou caminhar, e ninguém vai me seguir Anoiteceu, mas faz tempo que a minha vida escureceu, Não sei ao certo quando isso aconteceu, só sei que o culpado fui eu. De que adianta abrir os olhos, se sei que os flashs são para me cegar. Esses abraços são pra me amaldiçoar. Eu nunca te obriguei a me ouvir falar. E desde quando você acha que sabe melhor de mim, do que eu? Existem tantas coisas que eu vivi que você nunca viveu. Eu procurei, jurei que não iria mais falar de mim. Mas eu sou assim, eu tenho tanta história pra contar.

Camylla Soares

MAIOR BANDA QUE VOCÊ RESPEITA!

Lincoln Cruz

2:02 backing do Mario do caralhoooooooooo

Leandro Sena

muito sinistro pqp

More Comments

More Videos