Cravo Vermelho
Geraldo Azevedo Lyrics


Quintais, varandas de Olinda
Farol, ladeiras, luar
Descansa teus olhos mirante
Não tem marinheiro no mar
Não tem marinheiro no mar

Eu sou daqui, mas vim de longe
Eu sou daqui, mas vim de longe
Contando estrelas
Naveguei na barca grande
Contando estrelas
Naveguei na barca grande

Cravo vermelho na lapela
Cravo vermelho na lapela
A madrugada vou varar junto com ela
A madrugada vou varar junto com ela

Tem rosa de cor morena
Uma verbena pra me enfeitar
São flores de carne e osso
Pro meu pescoço, pro meu colar

Eu sou daqui, mas vim de longe
Eu sou daqui, mas vim de longe
Contando estrelas
Naveguei na barca grande
Contando estrelas
Naveguei na barca grande

Cravo vermelho na lapela
Cravo vermelho na lapela
A madrugada vou varar junto com ela
Cravo vermelho na lapela

Tem rosa de cor morena
Uma verbena pra me enfeitar
São flores de carne e osso
Pro meu pescoço, pro meu colar

Cravo vermelho na lapela
Cravo vermelho na lapela
Cravo vermelho na lapela
Cravo vermelho na lapela
Cravo vermelho na lapela
Cravo vermelho na lapela
Cravo vermelho na lapela
Cravo vermelho na lapela

Writer(s): Carlos Azevedo

Contributed by Adalyn Y. Suggest a correction in the comments below.
To comment on specific lyrics, highlight them
Genre not found
Artist not found
Album not found
Song not found
Comments from YouTube:

Thiago Ferreira

Quintais varandas de Olinda 
Farol ladeiras de luar 
Descansa teus olhos mirante 

Não tem marinheiro no mar 
Eu sou daqui mas vim de longe 
Contando estrelas naveguei na barca grande 
Cravo vermelho na lapela 
A madrugada vou varar junto com ela 
Tem rosa de cor morena 
Uma verbena pra me enfeitar 
São flores de carne e osso 
Pro meu pescoço pro meu colar

dan rodrigo

essa música e muito mágica letras de tão tamanha profundidade que atinge as reflexões mais abissais da alma nordestina grande mago da música pernambucana Geraldo azevedo

Leo di Brito

Ea Geraldinho
Imortalizando as cantigas dantigamente