Keso, Underground: We need your help!

  • I can comment on it

  • I know the meaning

  • I can review it

  • I can translate it

Skip to video »
Genre not found
Artist not found
Album not found
Song not found
Underground
by Keso

se eu acredito no teu Underground…não minto
és a voz que eu sinto, não estás só (não)
se eu acredito no teu Underground…não minto
és a voz que eu sinto, não estás só (não)

Doutor... no pior dos meus pesadelos
eu imagino uma cadeira que roda
nela sentado um Carreira que me olha
e diz-me "eu quero trabalhar contigo agora"
e é neste ápice delírio famigerado de convicção absoluta
que eu esqueço o merdas que sou e viro um Maxim
convencido com o meu génio artístico vivaz onírico
aguardavam por mim tímido entre outros na fila de um casting
(toda a minha família ao rubro com a minha vitória… o país evoca-me
… eu vejo tipos famosos de sobretudo a chegar lá a casa pra jantar e tudo
o meu pai com grande moca...)
viram-se os holofotes do mundo sofático, sofístico
apontados na direcção de um Keso idílico
de beleza radiante e voz perfumada
pronto a tornar-se finalmente num ser mais profícuo
esticam-me um contrato e eu assino … no cimo
da linha que me vincula a um destino
num escritório mítico de uma Lisboa criptic
onde a étim logia das palavras é limpa
por um design clínico
não mais penso no escrito
só mais penso no que visto
não mais escondo a cara não mais vandalismo
não mais activismo descabido
nesm subversismo
mas eu tendo em optar pelo mau caminho
e vou continuar a chicotear-me a frio
até que o puro devir … acabe comigo

(Doutor)
Levo uma vida de merda…
mas… não abdico

se eu acredito no teu underground…não minto
és a voz que eu sinto, não estás só (não)
se eu acredito no teu underground…não minto
és a voz que eu sinto, não estás só (não)

Doutor… no pior dos meus ataques eu sou raptado e vivo
largado num palco de um lugar ambíguo
onde a plateia aplaude apoteótica
e o meu nome é um grito pronunciado exactamente como ele é escrito
"Keso, Keso, Keso!."
e se há coisa que eu não admito
é ver o meu nome em bold escrito
num cartaz de um evento
desligado do movimento em que eu me insiro
eu sou do rap e represento o que eu digo
mas sinto o maxilar em movimentos contínuos
a debitar um texto escrito por um tipo que não me é conhecido
e eu não controlo nem evito o conteúdo amoroso derretido
não consigo ter um umbigo tão ambíguo…
mas nestas visões eu danço e coreógrafo
tenho o sobrolho depilado
e um enchumaço destacado
tipo pau mandado de skinny jeans e cabelo aprumado

Contributed by Chase R. Suggest a correction in the comments below.
To comment on specific lyrics, highlight them