Disritmia
Martinho Da Vila Lyrics


Eu quero me esconder debaixo
Dessa sua saia prá fugir do mundo.
Pretendo também me embrenhar
No emaranhado desses seus cabelos.

Preciso transfundir teu sangue
Pro meu coração, que é tão vagabundo.
Me deixa te trazer num dengo
Prá num cafuné fazer os meus apelos.
Me deixa te trazer num dengo
Prá num cafuné fazer os meus apelos.

Eu quero ser exorcizado
Pela água benta desse olhar infindo.
Que bom é ser fotografado,
Mas pelas retinas desses olhos lindos.

Me deixe hipnotizado prá acabar de vez
Com essa disritmia.
Vem logo! Vem curar teu nego
Que chegou de porre lá da boemia!
Vem logo! Vem curar teu nego
Que chegou de porre lá da boemia!

Eu quero ser exorcizado
Pela água benta desse olhar infindo.
Que bom é ser fotografado,
Mas pelas retinas desses olhos lindos.

Me deixe hipnotizado prá acabar de vez
Com essa disritmia.
Vem logo! Vem curar teu nego
Que chegou de porre lá da boemia!
Vem logo! Vem curar teu nego
Que chegou de porre lá da boemia!
Vem logo! Vem curar teu nego
Que chegou de porre lá da boemia!
Vem logo! Vem curar teu nego
Que chegou de porre lá da boemia!
Vem logo! Vem curar teu nego
Que chegou de porre lá da boemia!
Vem logo! Vem curar teu nego
Que chegou de porre lá da boemia!

Writer(s): Martinho Jose Ferreira Copyright: Universal Music Publishing Mgb Brasil Lt

Contributed by Emily A. Suggest a correction in the comments below.
To comment on specific lyrics, highlight them
Genre not found
Artist not found
Album not found
Song not found
Most interesting comment from YouTube:

Clara Petati

Eu quero me esconder debaixo
Dessa sua saia prá fugir do mundo
Pretendo também me embrenhar
No emaranhado desses seus cabelos

Preciso transfundir seu sangue
Pro meu coração, que é tão vagabundo
Me deixa te trazer num dengo
Pra num cafuné fazer os meus apelos
Me deixa te trazer num dengo
Pra num cafuné fazer os meus apelos

Eu quero ser exorcizado
Pela água benta desse olhar infindo
Que bom é ser fotografado
Mas pelas retinas desses olhos lindos

Me deixe hipnotizado pra acabar de vez
Com essa disritmia
Vem logo, vem curar teu nego
Que chegou de porre lá da boemia
Vem logo, vem curar teu nego
Que chegou de porre lá da boemia

Eu quero ser exorcizado
Pela água benta desse olhar infindo
Que bom é ser fotografado
Mas pelas retinas desses olhos lindos

Me deixe hipnotizado pra acabar de vez
Com essa disritmia
Vem logo, vem curar teu nego
Que chegou de porre lá da boemia
Vem logo, vem curar teu nego
Que chegou de porre lá da boemia
Vem logo, vem curar teu nego
Que chegou de porre lá da boemia
Vem logo, vem curar teu nego
Que chegou de porre lá da boemia
Vem logo, vem curar teu nego
Que chegou de porre lá da boemia
Vem logo, vem curar teu nego
Que chegou de porre lá da boemia



All comments from YouTube:

Julia Magalhães Ramos

Eu ouço mais rock. Mas o meu gosto e meu respeito são por arte bem feita.
Que letra...

Jonathan Maciel

@marcola fumado
Ela falou da preferência dela. E a música é muito boa. Independente do estilo musical. Eu geralmente não gosto de samba. Maioria e muito sem ritmo. Os caras só falam e repeti refrão, todo mundo bêbado no churrasco. Lógico que tem excessões. Como essa música que tem um Belo ritmo, letra, tem uma entrega. Gosto mais de um Cartola, Bezerra da Silva, Nelson Gonçalves
Zeca pagodinho, Martinho são poucas músicas que eu gosto

Ester

Vc tem bom gosto...

Floki antonio

O samba é IRRESISTÍVEL kkkkkk

Carlinhos Paixão

E que levada. Nossa.

Quercu Nigrum

Uai.. no Rock não tem arte bem feita também, não?
Tá zuado a coerência aí

13 More Replies...

Claucio Filho

so eu acho o martinhi da vila nessa foto parecido com o eddie murphy?

Adriana Gomes da Silva

Poesia

Sara Gomes

Você não está sozinho, amigo!

Marcos José Barboza

kkkkkkkkk

More Comments

More Videos