Genre not found
Artist not found
Album not found
Song not found

O Portão Do Céu
Projota Lyrics


We have lyrics for these tracks by Projota:

A Rezadeira Suas pernas foram feitas pra correr, neguim, então vai Degol…
Acabou É nega Tava mechendo na gaveta achei seu brinco de argola e…
antes do meu fim Amor, por favor, só me beija como se esse fosse…
Até O Final Por que cê ta falando ainda? Se pra você só digo…
Azz Veizz É no silêncio dessa noite, no ritmo levando a vida. Talvez…
Bola Mais Um Eu tenho um dia a mais pra viver Um dia a…
canção pro tempo Ele acordava cedo, ele acordava cedo demais Ele não tinha me…
Carta Aos Meus Dobra o joelho irmão Para de pedir milagre pro seu Deus Ap…
Chuva De Novembro Sozinho posso te ver melhor quando se vai o Sol Procuro…
Cobertor Eu sei, que o tempo pode afastar a gente Mas se…
Desci A Ladeira A cada sonho que se foi Um novo sonho se formou No…
Ela Chora Ela chora, me olha, me chama de canto Me diz pra…
Ela Só Quer Paz Ela é um filme de ação com vários finais Ela é…
Elas Gostam Assim O pai dela diz que eu sou ruim Não presto, e…
Enquanto Você Dormia Enquanto você dormia Eu levantava e saía pra trabalhar Esc…
Foco A vida é sacrifício, fechar os olhos e se entregar No…
Foi Bom Demais Quando eu te encontrar eu vou te dizer que foi…
Garoa A garoa cai, encharcando o jaco dos neguin No sereno, o…
Guerreira Cinco ou seis da manhã Com uma blusa de lã Já vai…
Hey Irmão Éramos seis ou sete pivete que sonhavam em poder sonhar…
Intro E se você tivesse um controle remoto Que mandasse em tudo…
Lauzane Só fica os lokos de pião na quebrada De obongo, ciclone,…
Mais Do Que Pegadas Ei, meu nome e Projota Na produção, eu memo tambem Foco, for…
Mais Like Ahh não, sério mesmo? 'Cês quer mesmo que eu fale isso? Vou…
Muleque De Vila Eu falei que era uma questão de tempo E tudo ia…
Muleque Doido Eu já nadei na caixa d'água da escola e vi Que…
Mulher Ela nem ligou pro patrão, deixou o véio na mão E…
Mulher Feita Sei que podia ser bem menos complicado Mas não fosse complic…
Nós Somos Um Só Arrepiou o fio de cabelo dos neguin é A cada rap…
Nova Ordem Olha no meu olho, veja o brilho da alma de…
O Astronauta Eu não quero mais Suas fórmulas banais Matemática nem só gra…
O Golpe Mulecote, malucão, motinha, desce a ladeira Menina, mulher, …
O Homem Que N O homem que não tinha nada, acordou bem cedo Com a…
O Rap Em Ação As veiz eu sinto um calafrio, como se me dissesse: "se…
O Vento O vento que te trouxe pra cá Só peço que não…
Ombrim Eu sou do tipo come quieto Sou mais do papo reto No…
Pelo Amor Quem é 'Pereira da Silva' não tem que querer ser…
Pique Pablo Yeah Vagabundo nem sabe o que vem Vagabundo nem sabe o que…
Pode Pá Pode pá, pode pá, neguim O mesmo sol que nasce pra…
Pode Se Envolver Favela tá no ar, pode se envolver Sem panela, sem jabá,…
Projeção Ce ta preparado irmao? eu to! haha Hey, sei que ce…
Projota Eu nunca peço dinheiro, eu só peço saúde Pra ganhar meu…
Quanto Minhas canela fina me levaram até onde eu nem imaginava…
Rap Do Ônibus As pernas doem e o suor escorre E veem no rosto…
Rebeldia Essa minha rebeldia ainda vai me levar pra um lugar…
rezadeira Suas pernas foram feitas pra correr, neguim, então vai Degol…
Sei Lá Yeah Projota, Vitão, vem Sei lá, só sei que a sorte um…
Somos Mais Nós somos guerreiros leais, somos a guerra e a paz,…
Tanto Faz Quando você for sair da sua casa Não se esqueça de…
Tão Muleque Eu sou tão moleque Que me impressiono como alguém pode ser…
Tranquila Yeah yeah yeah yeah (Yeah yeah) yeah yeah ha ha ha Yeah…
Um Dia a Mais Eu tenho um dia a mais pra viver Um dia a…
Uns E Outros quantos dias vão em vão, quantas noites já nem vem Quanto…
Véia Vê se você dá um abraço na sua véia e esquece…
Vozes na Sala de Estar Eu sangro por mais que você não perceba Mais que não…

The lyrics can frequently be found in the comments below or by filtering for lyric videos.
Most interesting comments from YouTube:

SuckMusicBR

O PORTÃO DO CÉU
Eu sou o joio que nem faz questão de se juntar com o trigo, no new friends
Mesmos amigos, mesmos perigos, mesmos abrigos
Meus manos não ,
sigo atemporal igual Seven, dos “Sete Pecados Capitais”,
já pratiquei claramente esses 7 desde os 17 e outros 50 mais
Então, não troca de roupa, amor, o mundo te fez sentir dor
E o mundo anda tão machista que a mina se assusta se aparece um cara que te dá valor
Também pel’amor, não deixam vestir, não deixam agir, é a submissão do opressor
E no mesmo vagão do metrô, segue sua mãe e o estuprador
Aaaaah, os muleque é liso, sim, mas o governo é muito mais
Fácil matar dezenas de pessoas e dizer que foi por causas naturais
Tristeza demais, perdendo seus pais, perdendo sua casa, enterrada na lama
Uma missa não traz a justiça pro povo que sofre lá em Mariana
É, desgosto demais, imposto demais, como isso pode ser comum?
Um país tão imenso, extenso, propenso a nunca ser o número 1
Pobreza é jejum forçado, pobre é triste, eu vejo 1 por 1
Se o triste bebe, o Brasil é uma fábrica de bebum
Por isso eu canto, por isso eu grito
Nasci lá no canto, e vou pro infinito
Não quero ser santo, nem quero ser mito
Se eu causei espanto foi porque acredito
Que o pobre é capaz e que o negro é bonito
Assim que se faz, e aqui tenho dito
Não irrite demais porque quando eu me irrito
Eu escrevo demais e hoje foi escrito que
Não tenho partido nenhum, nem tenho pretensão de ter
Um político honesto de fato, eu sigo esperando nascer
"Brasil, mostra a sua cara" porque se o Cazuza tivesse aqui pra ver
Que tantos anos depois é a mesma merda
Só que agora é em HD
Quem tá puto aí? Levanta a mão!
Tá na hora de revolução
Quero ver, quero ver, quem passa pelo portão
Quero ver, quero ver, quem passa pelo portão do Céu
Quem tá puto aí? Levanta a mão!
Tá na hora de revolução
Quero ver, quero ver, quem passa pelo portão
Quero ver, quero ver, quem passa pelo portão
IPTU, IPVA, e pra eu comer? E pra eu pagar?
E pra eu explicar pro muleque que o tênis é caro e ele não pode comprar?
E pra eu explicar pro muleque que a droga acalma mas ele não deve usar?
E pra eu explicar pro juiz que a única coisa que o muleque aprendeu foi roubar?
Essa é minha missão, vim te passar a visão
Pensaram que eu tava dormindo, só fechei o olho pra te escrever essa canção
Presta atenção
Se eu tivesse só pelo dinheiro, tinha sido pistoleiro, cantado som de banheiro, musiquinha sem tempero, rap nem dava dinheiro, mesmo assim eu cantei rap, respeita o som do moleque, vacilão
Fifa na frente, e o Correio por trás
E o metrô de São Paulo e o caso da Petrobras
É Satiagraha, é Lava Jato, operações federais
Prende capanga demais, mas nunca prende os principais
É o estudante bolado com a escola ocupando o lugar
É a luta do jovem, já que não resolvem, é hora da gente lutar
Da gente se unir, da gente se armar
É a homofobia sendo confrontada, é o direito de andar
De usar, de vestir, de sonhar, de sorrir, de ficar, de sair, é o direito de agir, é o direito de amar
É uma discussão
É o aborto, é a legalização
É o mundo matando o muleque e o rap sempre servindo como outra opção
É o câncer, é o stress, é a maldita depressão
É o salário mais justo para o professor, é o valor sendo dado pra educação
É o racismo na internet, no Brasil de norte a sul
É o negro a cada ano quebrando um novo tabu
Mas você que segura sua bolsa na frente quando anda na rua e vê um da gente agora não me venha ser prepotente e escrever no Instagram: “somos todos Maju”
Quem tá puto aí? Levanta a mão!
Tá na hora de revolução
Quero ver, quero ver, quem passa pelo portão
Quero ver, quero ver, quem passa pelo portão do Céu
Quem tá puto aí? Levanta a mão!
Tá na hora de revolução
Quero ver, quero ver, quem passa pelo portão
Quero ver, quero ver, quem passa pelo portão do Céu



Bruno Santana

Letra da música !!!

O Portão do Céu

Projota


*Eu sou o joio que nem faz questão de se juntar com o trigo, no new friends
Mesmos amigos, mesmos perigos, mesmos abrigos
Meus manos não, devem
Sigo atemporal igual Seven, dos Sete Pecados Capitais
já pratiquei claramente esses 7 desde os 17 e outros 50 mais
Então, não troca de roupa, amor, o mundo te fez sentir dor
E o mundo anda tão machista que a mina se assusta se aparece um cara que te dá valor
Também pelo amor, não deixam vestir, não deixam agir, é a submissão do opressor
E no memo vagão do metrô, segue sua mãe e o estuprador
Aaaaah, os muleque é liso, sim, mas o governo é muito mais
Fácil matar dezenas de pessoas e dizer que foi por causas naturais
Tristeza demais, perdendo seus pais, perdendo sua casa, enterrada na lama
Uma missa não traz a justiça pro povo que sofre lá em Mariana
É, desgosto demais, imposto demais, como isso pode ser comum?
Um país tão imenso, extenso, propenso a nunca ser o número 1
Pobreza é jejum forçado, pobre é triste, eu vejo 1 por 1
Se o triste bebe, o Brasil é uma fábrica de bebum
Por isso eu canto, por isso eu grito
Nasci lá no canto, e vou pro infinito
Não quero ser santo, nem quero ser mito
Se eu causei espanto foi porque acredito
Que o pobre é capaz e que o negro é bonito
Assim que se faz, e aqui tenho dito
Não irrite demais porque quando eu me irrito
Eu escrevo demais e hoje foi escrito que
Não tenho partido nenhum, nem tenho pretensão de ter
Um político honesto de fato, eu sigo esperando nascer
"Brasil, mostra a sua cara" porque se o Cazuza tivesse aqui pra ver
Que tantos anos depois é a mesma merda
Só que agora é em HD

Quem tá puto aí? Levanta a mão!
Tá na hora de revolução
Quero ver, quero ver, quem passa pelo portão
Quero ver, quero ver, quem passa pelo portão do Céu
Quem tá puto aí? Levanta a mão!
Tá na hora de revolução
Quero ver, quero ver, quem passa pelo portão
Quero ver, quero ver, quem passa pelo portão

IPTU, IPVA, e pra eu comer? E pra eu pagar?
E pra eu explicar pro muleque que o tênis é caro e ele não pode comprar?
E pra eu explicar pro muleque que a droga acalma mas ele não deve usar?
E pra eu explicar pro juiz que a única coisa que o muleque aprendeu foi roubar?
Essa é minha missão, vim te passar a visão
Pensaram que eu tava dormindo, só fechei o olho pra te escrever essa canção
Presta atenção
Se eu tivesse só pelo dinheiro, tinha sido pistoleiro, cantado som de banheiro, musiquinha sem tempero, rap nem dava dinheiro, mesmo assim eu cantei rap, respeita o som do moleque, vacilão
Fifa na frente, e o Correio por trás
E o metrô de São Paulo e o caso da Petrobras
É Satiagraha, é Lava Jato, operações federais
Prende capanga demais, mas nunca prende os principais
É o estudante bolado com a escola ocupando o lugar
É a luta do jovem, já que não resolvem, é hora da gente lutar
Da gente se unir, da gente se armar
É a homofobia sendo confrontada, é o direito de andar
De usar, de vestir, de sonhar, de sorrir, de ficar, de sair, é o direito de agir, é o direito de amar
É uma discussão
É o aborto, é a legalização
É o mundo matando o muleque e o rap sempre servindo como outra opção
É o câncer, é o stress, é a maldita depressão
É o salário mais justo para o professor, é o valor sendo dado pra educação
É o racismo na internet, no Brasil de norte a sul
É o negro a cada ano quebrando um novo tabu
Mas você que segura sua bolsa na frente quando anda na rua e vê um da gente agora não me venha ser prepotente e escrever no Instagram: Somos todos Maju

Quem tá puto aí? Levanta a mão!
Tá na hora de revolução
Quero ver, quero ver, quem passa pelo portão
Quero ver, quero ver, quem passa pelo portão do Céu
Quem tá puto aí? Levanta a mão!
Tá na hora de revolução
Quero ver, quero ver, quem passa pelo portão
Quero ver, quero ver, quem passa pelo portão do Céu*



AstroX333

O PORTÃO DO CÉU
Eu sou o joio que nem faz questão de se juntar com o trigo, no new friends
Mesmos amigos, mesmos perigos, mesmos abrigos
Meus manos não ,
sigo atemporal igual Seven, dos “Sete Pecados Capitais”,
já pratiquei claramente esses 7 desde os 17 e outros 50 mais
Então, não troca de roupa, amor, o mundo te fez sentir dor
E o mundo anda tão machista que a mina se assusta se aparece um cara que te dá valor
Também pel’amor, não deixam vestir, não deixam agir, é a submissão do opressor
E no mesmo vagão do metrô, segue sua mãe e o estuprador
Aaaaah, os muleque é liso, sim, mas o governo é muito mais
Fácil matar dezenas de pessoas e dizer que foi por causas naturais
Tristeza demais, perdendo seus pais, perdendo sua casa, enterrada na lama
Uma missa não traz a justiça pro povo que sofre lá em Mariana
É, desgosto demais, imposto demais, como isso pode ser comum?
Um país tão imenso, extenso, propenso a nunca ser o número 1
Pobreza é jejum forçado, pobre é triste, eu vejo 1 por 1
Se o triste bebe, o Brasil é uma fábrica de bebum
Por isso eu canto, por isso eu grito
Nasci lá no canto, e vou pro infinito
Não quero ser santo, nem quero ser mito
Se eu causei espanto foi porque acredito
Que o pobre é capaz e que o negro é bonito
Assim que se faz, e aqui tenho dito
Não irrite demais porque quando eu me irrito
Eu escrevo demais e hoje foi escrito que
Não tenho partido nenhum, nem tenho pretensão de ter
Um político honesto de fato, eu sigo esperando nascer
"Brasil, mostra a sua cara" porque se o Cazuza tivesse aqui pra ver
Que tantos anos depois é a mesma merda
Só que agora é em HD
Quem tá puto aí? Levanta a mão!
Tá na hora de revolução
Quero ver, quero ver, quem passa pelo portão
Quero ver, quero ver, quem passa pelo portão do Céu
Quem tá puto aí? Levanta a mão!
Tá na hora de revolução
Quero ver, quero ver, quem passa pelo portão
Quero ver, quero ver, quem passa pelo portão
IPTU, IPVA, e pra eu comer? E pra eu pagar?
E pra eu explicar pro muleque que o tênis é caro e ele não pode comprar?
E pra eu explicar pro muleque que a droga acalma mas ele não deve usar?
E pra eu explicar pro juiz que a única coisa que o muleque aprendeu foi roubar?
Essa é minha missão, vim te passar a visão
Pensaram que eu tava dormindo, só fechei o olho pra te escrever essa canção
Presta atenção
Se eu tivesse só pelo dinheiro, tinha sido pistoleiro, cantado som de banheiro, musiquinha sem tempero, rap nem dava dinheiro, mesmo assim eu cantei rap, respeita o som do moleque, vacilão
Fifa na frente, e o Correio por trás
E o metrô de São Paulo e o caso da Petrobras
É Satiagraha, é Lava Jato, operações federais
Prende capanga demais, mas nunca prende os principais
É o estudante bolado com a escola ocupando o lugar
É a luta do jovem, já que não resolvem, é hora da gente lutar
Da gente se unir, da gente se armar
É a homofobia sendo confrontada, é o direito de andar
De usar, de vestir, de sonhar, de sorrir, de ficar, de sair, é o direito de agir, é o direito de amar
É uma discussão
É o aborto, é a legalização
É o mundo matando o muleque e o rap sempre servindo como outra opção
É o câncer, é o stress, é a maldita depressão
É o salário mais justo para o professor, é o valor sendo dado pra educação
É o racismo na internet, no Brasil de norte a sul
É o negro a cada ano quebrando um novo tabu
Mas você que segura sua bolsa na frente quando anda na rua e vê um da gente agora não me venha ser prepotente e escrever no Instagram: “somos todos Maju”
Quem tá puto aí? Levanta a mão!
Tá na hora de revolução
Quero ver, quero ver, quem passa pelo portão
Quero ver, quero ver, quem passa pelo portão do Céu
Quem tá puto aí? Levanta a mão!
Tá na hora de revolução
Quero ver, quero ver, quem passa pelo portão
Quero ver, quero ver, quem passa pelo portão do Céu



All comments from YouTube:

SuckMusicBR

O PORTÃO DO CÉU
Eu sou o joio que nem faz questão de se juntar com o trigo, no new friends
Mesmos amigos, mesmos perigos, mesmos abrigos
Meus manos não ,
sigo atemporal igual Seven, dos “Sete Pecados Capitais”,
já pratiquei claramente esses 7 desde os 17 e outros 50 mais
Então, não troca de roupa, amor, o mundo te fez sentir dor
E o mundo anda tão machista que a mina se assusta se aparece um cara que te dá valor
Também pel’amor, não deixam vestir, não deixam agir, é a submissão do opressor
E no mesmo vagão do metrô, segue sua mãe e o estuprador
Aaaaah, os muleque é liso, sim, mas o governo é muito mais
Fácil matar dezenas de pessoas e dizer que foi por causas naturais
Tristeza demais, perdendo seus pais, perdendo sua casa, enterrada na lama
Uma missa não traz a justiça pro povo que sofre lá em Mariana
É, desgosto demais, imposto demais, como isso pode ser comum?
Um país tão imenso, extenso, propenso a nunca ser o número 1
Pobreza é jejum forçado, pobre é triste, eu vejo 1 por 1
Se o triste bebe, o Brasil é uma fábrica de bebum
Por isso eu canto, por isso eu grito
Nasci lá no canto, e vou pro infinito
Não quero ser santo, nem quero ser mito
Se eu causei espanto foi porque acredito
Que o pobre é capaz e que o negro é bonito
Assim que se faz, e aqui tenho dito
Não irrite demais porque quando eu me irrito
Eu escrevo demais e hoje foi escrito que
Não tenho partido nenhum, nem tenho pretensão de ter
Um político honesto de fato, eu sigo esperando nascer
"Brasil, mostra a sua cara" porque se o Cazuza tivesse aqui pra ver
Que tantos anos depois é a mesma merda
Só que agora é em HD
Quem tá puto aí? Levanta a mão!
Tá na hora de revolução
Quero ver, quero ver, quem passa pelo portão
Quero ver, quero ver, quem passa pelo portão do Céu
Quem tá puto aí? Levanta a mão!
Tá na hora de revolução
Quero ver, quero ver, quem passa pelo portão
Quero ver, quero ver, quem passa pelo portão
IPTU, IPVA, e pra eu comer? E pra eu pagar?
E pra eu explicar pro muleque que o tênis é caro e ele não pode comprar?
E pra eu explicar pro muleque que a droga acalma mas ele não deve usar?
E pra eu explicar pro juiz que a única coisa que o muleque aprendeu foi roubar?
Essa é minha missão, vim te passar a visão
Pensaram que eu tava dormindo, só fechei o olho pra te escrever essa canção
Presta atenção
Se eu tivesse só pelo dinheiro, tinha sido pistoleiro, cantado som de banheiro, musiquinha sem tempero, rap nem dava dinheiro, mesmo assim eu cantei rap, respeita o som do moleque, vacilão
Fifa na frente, e o Correio por trás
E o metrô de São Paulo e o caso da Petrobras
É Satiagraha, é Lava Jato, operações federais
Prende capanga demais, mas nunca prende os principais
É o estudante bolado com a escola ocupando o lugar
É a luta do jovem, já que não resolvem, é hora da gente lutar
Da gente se unir, da gente se armar
É a homofobia sendo confrontada, é o direito de andar
De usar, de vestir, de sonhar, de sorrir, de ficar, de sair, é o direito de agir, é o direito de amar
É uma discussão
É o aborto, é a legalização
É o mundo matando o muleque e o rap sempre servindo como outra opção
É o câncer, é o stress, é a maldita depressão
É o salário mais justo para o professor, é o valor sendo dado pra educação
É o racismo na internet, no Brasil de norte a sul
É o negro a cada ano quebrando um novo tabu
Mas você que segura sua bolsa na frente quando anda na rua e vê um da gente agora não me venha ser prepotente e escrever no Instagram: “somos todos Maju”
Quem tá puto aí? Levanta a mão!
Tá na hora de revolução
Quero ver, quero ver, quem passa pelo portão
Quero ver, quero ver, quem passa pelo portão do Céu
Quem tá puto aí? Levanta a mão!
Tá na hora de revolução
Quero ver, quero ver, quem passa pelo portão
Quero ver, quero ver, quem passa pelo portão do Céu

Andreza Cristina

Manoooo

Andreza Cristina

Toda a música

Andreza Cristina

Manoo

tinker bell

2

Maria cecilia

Nunca fez tanto sentido, só ver uma pessoa negra é dizer que é bandido eu levanto a mão

22 More Replies...

Lukas Bass

O mundo precisa URGENTEMENTE ouvir o Projota
Projota é um anjo enviado por Deus pra passar essas mensagens pro mundo tão cruel

Rafaela Morassato

@Celicleide Da Costa Silva o comentário é de 2 anos atrás ent meio q na época a gnt n sabia do 'caráter' do projota

Tiago Zwerchoswski

@Celicleide Da Costa Silva O jogo é jogado e lambari é pescado💣🎰

Celicleide Da Costa Silva

Kkkkkkkkk, vcs tão aastistindo o BBB por acaso? Pra saber como ele é realmente? Até Deus tá decepcionado

More Comments

More Videos