A Visita
Silva Lyrics


Vou lhe fazer uma visita
Mas não fique assim, aflita
Que eu não sou de reparar

Não precisa de banquete
Nem preocupe com enfeite
Não me vá empetecar

E os velhos discos de bolero
'Tô levando pois eu quero
Lhe ensinar como dançar

E dizer-lhe ao pé do ouvido
Com um tom meio atrevido
Dois pra lá e dois pra cá

Vou lhe fazer outra visita
Pra lhe ver, assim, bonita
Vir correndo ao portão

Decorou o tal bolero
Vem cantando em tom sincero
Sequestrando minha atenção

A radiola tá no jeito
Lhe aproximo do meu peito
Repetindo a tentação

São dois pra lá e dois pra cá
Você vai ver no que dá
Cantar de novo esse refrão

Olha pra junto dos meus pés
Você consegue reparar
O tempo de nós dois
E ver assim como se dança
O passo é feito de esperança
Espero amar depois

Olha pra junto dos meus pés
Você consegue reparar
O tempo de nós dois
E ver assim como se dança
Um passo é feito de esperança pois

Lyrics © BMG RIGHTS MANAGEMENT US, LLC
Written by: Lucio Silva

Lyrics Licensed & Provided by LyricFind
To comment on specific lyrics, highlight them
Genre not found
Artist not found
Album not found
Song not found
Most interesting comment from YouTube:

Paulo Italo

Vou lhe fazer uma visita
Mas não fique assim, aflita
Que eu não sou de reparar

Não precisa de banquete
Nem preocupe com enfeite
Não me vá empetecar

E os velhos discos de bolero
Tô levando pois eu quero
Lhe ensinar como dançar

E dizer-lhe ao pé do ouvido
Com um tom meio atrevido:
“dois pra lá e dois pra cá”

Vou lhe fazer outra visita
Pra lhe ver, assim, bonita
Ir correndo ao portão

Decorou o tal bolero?
Vem cantando em tom sincero
Sequestrando minha atenção

A radiola tá no jeito
Lhe aproximo do meu peito
Repetindo a tentação

“são dois pra lá e dois pra cá”
Você vai ver no que dá
Cantar de novo esse refrão

Olha pra junto dos meus pés
Você consegue reparar
No tempo de nós dois

E ver assim como se dança
O passo é feito de esperança
Espero amar depois.



All comments from YouTube:

Tempo Perdido

Já fazem 8 anos, se o tempo continuar passando rapido assim logo quem vai estar em um caixão sou eu.

Karen Furtado

@Ana Carolina Lopes kkkkkkk que mórbido seu comentário

Tiago Delmondes

KKKKKKK Melhor comentário sem sombra de dúvidas

Ana Carolina Lopes

Bem isso meu amigo

Paulo Italo

Vou lhe fazer uma visita
Mas não fique assim, aflita
Que eu não sou de reparar

Não precisa de banquete
Nem preocupe com enfeite
Não me vá empetecar

E os velhos discos de bolero
Tô levando pois eu quero
Lhe ensinar como dançar

E dizer-lhe ao pé do ouvido
Com um tom meio atrevido:
“dois pra lá e dois pra cá”

Vou lhe fazer outra visita
Pra lhe ver, assim, bonita
Ir correndo ao portão

Decorou o tal bolero?
Vem cantando em tom sincero
Sequestrando minha atenção

A radiola tá no jeito
Lhe aproximo do meu peito
Repetindo a tentação

“são dois pra lá e dois pra cá”
Você vai ver no que dá
Cantar de novo esse refrão

Olha pra junto dos meus pés
Você consegue reparar
No tempo de nós dois

E ver assim como se dança
O passo é feito de esperança
Espero amar depois.

Ana Terra Lobo

Ouvi essa música no filme “Todas as razões para esquecer “ ( que é muito bom, por sinal) e fiquei apaixonada. Amei!!!

MidnightSD

Assisti hoje e vim procurar também kk

Ana Terra Lobo

@Ilza Souza Esse filme eu não conheço, vou procurar

Ilza Souza

Eu ouvi no filme" Não sei o que estou fazendo da minha vida" e vim procurar. Que música linda💓

Luis Skaelk

Acabei de ouvir também nesse mesmo filme !!

More Comments

More Videos