Qué qui tu tem canário?
Xangai Lyrics


Canarinho da terra
Canarinho do rio
Canarinho da terra
Canarinho do rio
Canarinho da Bahia
Canarinho da Bahia

Qué, qué qui tu tem canário
Qué, qué qui tu tem canário
Qué, que quando canta arrepia
Qué, que quando canta arrepia

Sabiá da mata
Sabi, sabiá congá
Eu disse sabi, sabiá da mata
Sabiá congá
Sabi, sabiá da praia
Sabi, sabiá da praia

Qué, que que tu tem na asa
Qué que tu tem na asa
Qué, quando disser não caia
Qué, quando disser não caia

Meu curió do brejo
Meu sofrer sem dor
Meu curió do brejo
Meu sofrer sem dor
E minha lavandeira
E minha lavandeira

Qué, que que tu tem jandaia
Qué, que que tu tem jandaia
Qué, que avoa tão ligeira
Qué, que avoa tão ligeira

Gavião peneira
Gavião penacho
Gavião peneira
Gavião penacho
Pato da lagoa
Pato da lagoa

Qué, que que tu vê na água
Qué, que que tu vê na água
Qué, que tanto te magoa
Qué, que tanto te magoa

Minha zabelê
Minhas andorinhas
Minha zabelê
Minhas andorinhas
Oh meu canarinho
Oh meu canarinho

Qué, que que tu tem bichinho
Qué, que cisca miudinho
Qué, que canta curridinho
Qué, que 'avoa tão baixinho

Qué, que não voltou pro ninho
Qué, que não voltou pro ninho
Qué, que não voltou pro ninho
Qué, qué qui tu tem canário

Contributed by Natalie K. Suggest a correction in the comments below.
To comment on specific lyrics, highlight them
Genre not found
Artist not found
Album not found
Song not found
Most interesting comments from YouTube:

Aline L. Lima

Lado A


1-      Cantoria do galo (Xangai-Jatobá)

2-     Qué qui tu tem canário (Xangai-Capinan)

3-     Curvas do Rio (Elomar)

4-     Pés de milho (Jatobá)

5-     Galope beira mar (Fragmentos soletrados) (Ivanildo Villanova-Xangai)


Lado B


1-      Estampas Eucalol (Hélio Contreiras)

2-     Matança (Jatobá)

3-     Os carneirinhos (Hélio Contreiras-Xangai, s/Poema de Cecília Meireles)

4-     Água (Xangai-Jatobá)

5-     Esquindó de Zombaria (Xangai-Capinan)



Tony Araujo

Neto da Seriema
Irmão do aracuão
Primo do cordoniz
Filho do sol astro rei
Cumpadre do cancão
Filho do sol astro rei
Ave pai pé no chão

Pé no solo terreiro do galo
Na montanha, na mata, sertão
E é no solo do canto que falo
Solo canto do seu coração
E é no solo do canto que falo
Solo canto do seu coração.

Cantador de alvoradas relentos
Rimas ricas , sonora canção
Trovador de invejável talento
Orador que desperta nação
Sua musa é a rosa dos ventos
E eu devolvo sua própria oração
Sua musa é a rosa dos ventos
E eu devolvo sua própria oração.

Cocoró có, cocoró có , cocoró có
lalala eh la la la.



All comments from YouTube:

Joelmar Cordeiro

É sem sombra de dúvida um dos melhores discos latino americanos. Cultura legítima de um Brasil tão rico e tão sofrido. Numa profundeza pura e intensa!

Thaylan Ramos

Tava aqui escutando algumas que lembrava pois escutava desde adolescente ,meu amava as músicas e eu e minha irmã passamos a ouvi também

Fernando Bisan

Ouço "Curvas do Rio" há mais de 20 anos e me emociono até hoje.

Sarah Gonçalves

<3

Paula Helena Miranda Moreira

💜

Marco de Zabé de Profiro da budega

Fernando, também me emociono. Afinal vivi essa triste situação poetizada por este gênio. E pensar que o êxodo rural é um fenômeno social e econômico, naturalizado por nossas "otoridades" a long time!

Sandro Machado

não ouço a tanto tempo, mas dos anos que conheço, sempre me emociono também.

Sandro Machado

Genial! É uma viagem no tempo e ao mundo da roça!

Sidnei Dantas

Grande Xangai! Até hoje me surpreendo descobrindo mais de sua obra, como agora.

Günther da Lua Kurihama

A riqueza da música brasileira me surpreende cada vez de novo. Brasil abençoado!

More Comments