Bezerra da Silva, Defunto Caguete: We need your help!

  • I can comment on it

  • I know the meaning

  • I can review it

  • I can translate it

Skip to video »
Genre not found
Artist not found
Album not found
Song not found
Defunto Caguete
by Bezerra da Silva

Mas é que fui num velorio velar um malandro
Que tremendo decepção
Eu bati que o esperto era rico e legal
Ele era do time da intregação
O bicho esticado na mesa
Era dedo nervoso e eu não sabia
Enquanto a malandragem fazia a cabeça
O indicador do defunto tremia

Era caguete sim . Era caguete sim .
Eu só sei que a Policia pintou no velório e o dedão do safado apontava pra mim
Era caguete sim. Era caguete sim .
Eu já vi que a Policia rochou no velório e o dedão do coruja apontava pra mim

Caguete é mesmo um tremendo canalha
Nem morto não dá sossego
Chegou no inferno entregou o Diabo
E lá no céu caguetou São Pedro

Ainda disse que não adianta
Por que a onda dele era mesmo entregar
Quando o caguete é um bom caguete
Ele cagueta em qualquer lugar

Era caguete sim . Era caguete sim .
Eu só sei que a Homens pintou no velorio e o dedão do safado apontava pra mim
Era caguete sim . Era caguete sim .
Eu já vi que a Policia rochou no velorio e o dedão do sujeira apontava pra mim

Contributed by Logan L. Suggest a correction in the comments below.
To comment on specific lyrics, highlight them

Deborah

on Sound of Praise by Joe Mettle

great

Gerson Ruiz

on LONE WOLF by Makai Alexander

who produce this?

James

on Time Is Moving On by The BIG DUDES

One of the hottest song ever

Ana Avila

on Bad by Yonee

Hermosa canciòn

Reinz

on My Vissermanvriend se Pa by Robbie Wessels

I sing a song without any fancy words.

More Videos