Fanatismo
Fagner Lyrics


Minha alma de sonhar-te, anda perdida
Meus olhos andam cegos de te ver
Não és sequer a razão do meu viver
Pois que tu és já toda minha vida

Não vejo nada assim, enlouquecida,
Passo no mundo meu amor a ler
O misterioso livro do teu ser,
A mesma história tantas vezes lida
"Tudo no mundo é frágil, tudo passa"
Quando me dizem isso toda a graça

Tua boca divina fala em mim
E olhos postos em ti, digo de rastros
"Podem voar mundos, morrer astros

Que tu és como um Deus, princípio e fim"
Eu já te falei de tudo, mas tudo isto é pouco
Diante do que sinto

Lyrics © EMI Music Publishing
Written by: Florbela Espanca, Raimundo Fagner

Lyrics Licensed & Provided by LyricFind
To comment on specific lyrics, highlight them
Genre not found
Artist not found
Album not found
Song not found
Most interesting comments from YouTube:

Ana Laura

Minh' alma, de sonhar-te, anda perdida
Meus olhos andam cegos de te ver
Não és sequer a razão do meu viver
pois que tu és já toda minha vida
Não vejo nada assim enlouquecida...
Passo no mundo, meu amor, a ler
No misterioso livro do teu ser
A mesma história, tantas vezes lida!
"Tudo no mundo é frágil, tudo passa..."
Quando me dizem isto, toda a graça
De uma boca divina, fala em mim!
E, olhos postos em ti, digo de rastros:
"Ah! podem voar mundos, morrer astros,(x2)
Que tu és como um deus: princípio e fim!...(x2)

Eu já te falei de tudo, mas tudo isso é pouco,
diante do que sinto.



L Luiza

Fanatismo
Minh'alma, de sonhar-te, anda perdida.
Meus olhos andam cegos de te ver.
Não és sequer razão do meu viver
Pois que tu és já toda a minha vida!

Não vejo nada assim enlouquecida...
Passo no mundo, meu Amor, a ler
No mist'rioso livro do teu ser
A mesma história tantas vezes lida!...

"Tudo no mundo é frágil, tudo passa...
Quando me dizem isto, toda a graça
Duma boca divina fala em mim!

E, olhos postos em ti, digo de rastros:
"Ah! podem voar mundos, morrer astros,
Que tu és como Deus: princípio e fim!..."

Florbela Espanca, in "Livro de Sóror Saudade"



0 AA BB CC Top 10 MPB

0:42

Minh’alma, de sonhar-te, anda perdida
Meus olhos andam cegos de te ver !
Não és sequer a razão do meu viver,
Pois que tu és já toda a minha vida !

Não vejo nada assim enlouquecida ...
Passo no mundo, meu Amor, a ler
No misterioso livro do teu ser
A mesma história tantas vezes lida !

"Tudo no mundo é frágil, tudo passa ..."
Quando me dizem isto, toda a graça
Duma boca divina fala em mim !

E, olhos postos em ti, digo de rastros :
"Ah ! Podem voar mundos, morrer astros,
Que tu és como Deus : Princípio e Fim ! ..."



All comments from YouTube:

Ana Laura

Minh' alma, de sonhar-te, anda perdida
Meus olhos andam cegos de te ver
Não és sequer a razão do meu viver
pois que tu és já toda minha vida
Não vejo nada assim enlouquecida...
Passo no mundo, meu amor, a ler
No misterioso livro do teu ser
A mesma história, tantas vezes lida!
"Tudo no mundo é frágil, tudo passa..."
Quando me dizem isto, toda a graça
De uma boca divina, fala em mim!
E, olhos postos em ti, digo de rastros:
"Ah! podem voar mundos, morrer astros,(x2)
Que tu és como um deus: princípio e fim!...(x2)

Eu já te falei de tudo, mas tudo isso é pouco,
diante do que sinto.

Cleide Oliveira

Eu já te falei de tudo mais tudo isso é pouco de ante do sinto....

Arlene fernandes de oliveira

Lindíssima minha alma dança ao ouvir esta musica

Rejane Aparecida Nascimento

Qv

Rejane Aparecida Nascimento

QQ qw

Rejane Aparecida Nascimento

Qqqq1qqqqq

12 More Replies...

Alverne Paiva

Sempre acompanhado de músicos espetaculares como forma de respeito ao público que paga pra assistir um show espetacular onde a música de alta qualidade é o foco. Nada de bailarinas gostosas ou luzes espetaculares. O espetáculo é a grande obra musical dele. Grande conterrâneo Fagner.

Jose Lima

O show nessa música sao os violões fagner singular

Gustavo Luis

Alguém sabe o nome do Guitarrista

Gabriel Lopes

@Professora Eva_alfabetização Evinha praça Dragão do Mar aqui em Fortaleza.

More Comments

More Videos