Genre not found
Artist not found
Album not found
Song not found

Borbulhas de Amor
Fagner Lyrics


Tenho um coração
Dividido entre a esperança e a razão
Tenho um coração
Bem melhor que não tivera

Esse coração
Não consegue se conter ao ouvir tua voz
Pobre coração
Sempre escravo da ternura

Quem dera ser um peixe
Para em teu límpido aquário mergulhar
Fazer borbulhas de amor pra te encantar
Passar a noite em claro
Dentro de ti

Um peixe
Para enfeitar de corais tua cintura
Fazer silhuetas de amor à luz da lua
Saciar esta loucura
Dentro de ti

Canta, coração
Que esta alma necessita de ilusão
Sonha, coração
Não te enchas de amargura

Esse coração
Não consegue se conter ao ouvir tua voz
Pobre coração
Sempre escravo da ternura

Quem dera ser um peixe
Para em teu límpido aquário mergulhar
Fazer borbulhas de amor pra te encantar
Passar a noite em claro
Dentro de ti

Um peixe
Para enfeitar de corais tua cintura
Fazer silhuetas de amor à luz da lua
Saciar esta loucura
Dentro de ti

Uma noite
Para unir-nos até o fim
Cara a cara, beijo a beijo
E viver para sempre
Dentro de ti

Quem dera ser um peixe
Para em teu límpido aquário mergulhar
Fazer borbulhas de amor pra te encantar
Passar a noite em claro
Dentro de ti

Um peixe
Para enfeitar de corais tua cintura
Fazer silhuetas de amor à luz da lua
Saciar esta loucura
Dentro de ti

Um peixe
(Para em teu límpido aquário mergulhar
Fazer borbulhas de amor pra te encantar)

Passar a noite em claro
Dentro de ti

Um peixe
(Para enfeitar de corais tua cintura
Fazer silhuetas de amor à luz da lua)
Saciar esta loucura
Dentro de ti

Para sempre
Dentro de ti

Lyrics © Universal Music Publishing Group
Written by: Juan Luis Guerra, Jose De Ribamar Ferreira

Lyrics Licensed & Provided by LyricFind
To comment on specific lyrics, highlight them
Most interesting comment from YouTube:

Nothing All

Essa música faz lembrar-me de uma pessoa. Eu tinha 15 anos, eu era conhecido por ser nerd, era todo desengonçado, não que os nerds sejam desengonçados, mas eu era.
Um certo dia, cansado de ir para a escola e sofrer com as chacotas dos colegas de classe que sempre diziam: "Ei nerd, o seu óculos é maior que sua cabeça!" Ou sujavam minha farda com giz azul, eu tinha tomado uma decisão, ir para a escola e quebrar a cara de todo mundo e ser expulso, uma forma de não pisar mais lá sem desobedecer diretamente meus pais, tipo: "Não vou mais à escola, mãe!" Eu não teria coragem de dizer isso a ela, por isso armei esse plano, vingar-me de todos de lá que me zombavam.
Era um dia chuvoso naquela manhã de 1998, o clima estava gostoso, mas as lágrimas dos meus olhos amargavam minha alma. Nem tomei o café da manhã e fui à escola, lembro-me de não ter dado nem bom dia ao vigia, como era costume de eu fazer. Ao me dirigir à minha sala de aula eu vi os meus zombadores já tirando sarro de mim; eu já preparado para dar-lhes bofetadas quando de repente sai uma linda jovem da sala e repreende aqueles muleques, recordo-me como hoje:
- Parem com isso! Não tratem ele assim! (Disse ela para eles de forma agressiva)
Todos eles ficaram calados, pois ela havia chegado naquele mesmo dia à classe, era novata, e parecia um anjo de tanta beleza.
Eu fiquei parado olhando para ela, foi amor à primeira vista, ela me defendeu, ela era simplesmente linda fisicamente e nas atitudes.
Ela veio até mim e de forma amorosa pediu-me para sentar próximo a ela, eu calado ainda, tímido e apaixonado, sim, eu me apaixonei naquele momento, sentei-me.
Apartir daquele dia minha vida ganhou sentido, eu ia sempre à escola porque eu sabia que tinha um lindo anjo me esperando. Ah, e os muleques que me zoavam pararam de me zoar, pois eram todos doidos por ela e ela não dava bola.
Você talvez queira saber o que aconteceu entre a gente, eu e ela, claro. Pois bem, nós passamos a namorar, terminamos o ensino médio juntos, depois casamos, tivemos duas filhas, meninas lindas, e uma curiosidade: as meninas são gêmeas.
Eu amei muito esse anjo, minha namorada, minha esposa, minha razão para se sentir amado quando eu me sentia um fracassado. Continuei sendo inteligente, nerd, mas mudei modo de me vestir, eu não, ela mudou. Conquistamos bom carro, boa casa, uma vida estabilizada.
O meu amor se foi há dois anos, despediu-se de mim e foi para o céu, lugar muito apropriado a ela. Antes de falecer, ela disse-me: Meu bem, não fique triste, eu vou com Deus; saiba que existe outros mundos onde os colibris podem cantar.
Após a morte da minha esposa, muitas pessoas que eu nunca mais tinha visto vieram me visitar, entre elas vieram os muleques, nem todos, que me zoavam no tempo de escola. Pediram-me perdão pois se sentiam muito amargurados pelo que fizeram para mim, deram-me parabéns por ser pai e ter "vencido na vida", choramos juntos e nos divertimos contando coisas do passado, hoje todos eles são casados; viramos amigos e sempre jogamos bola, não perdemos o contato.
Agora vou explicar por que essa música do Fagner faz lembrar-me quando conheci minha esposa, porque era a música que mais gostávamos de ouvir. E sempre que a ouço recordo-me de toda a nossa história.
Eu tive uma alma gêmea, acredito muito nisso, e tivemos filhas gêmeas.
Um pouco da minha história, agora vou ali secar minhas lágrimas.



All comments from YouTube:

Luana Santana

Em 2021 seguimos apaixonados por essa canção.

Zé Oliveira

isso

Edson braz Jones

Adoraria conhece la

Edson braz Jones

Vamos conectar

Edson braz Jones

Aí Luana sou Edson PARABÉNS gostar do mesmo GOSTO sou piciano nasci em março

GEOVANI CONSULTOR MERCADOPAGO

Amo muitooooo

118 More Replies...

Planeta Novo

quem me dera ser um peixe...

Alan Gomes

Concordo

么STRONG

Esse sabe oq é música boa

Salvino Silva

CJAsa partida fagner

More Comments

More Videos