Genre not found
Artist not found
Album not found
Song not found
Quase Lembrança
by Aldina Duarte

Aparece de repente
O silêncio aprisionado
Numa voz inconsciente
Que no fundo, é sempre fado
Numa voz inconsciente
Que no fundo, é sempre fado

Anda em mim a naufragar
Uma coisa mais intensa
Não se pode revelar
Sem que a dôr não apareça
Não se pode revelar
Sem que a dôr não apareça

Afastei o vento norte
Tive medo da razão
Lado a lado com a sorte
Encontrei meu coração
Lado a lado com a sorte
Encontrei meu coração

Afinal o tempo avança
Vagamente, sem parar
Nessa voz quase lembrança
Tudo nasce devagar
Nessa voz quase lembrança
Tudo nasce devagar

Contributed by Charlie M. Suggest a correction in the comments below.
To comment on specific lyrics, highlight them