Genre not found
Artist not found
Album not found
Song not found

Pra não dizer que não falei do ódio
Projota Lyrics


We have lyrics for these tracks by Projota:

A Rezadeira Suas pernas foram feitas pra correr, neguim, então vai Degol…
Acabou É nega Tava mechendo na gaveta achei seu brinco de argola e…
antes do meu fim Amor, por favor, só me beija como se esse fosse…
Até O Final Por que cê ta falando ainda? Se pra você só digo…
Azz Veizz É no silêncio dessa noite, no ritmo levando a vida. Talvez…
Bola Mais Um Eu tenho um dia a mais pra viver Um dia a…
canção pro tempo Ele acordava cedo, ele acordava cedo demais Ele não tinha me…
Carta Aos Meus Dobra o joelho irmão Para de pedir milagre pro seu Deus Ap…
Chuva De Novembro Sozinho posso te ver melhor quando se vai o Sol Procuro…
Cobertor Eu sei, que o tempo pode afastar a gente Mas se…
Desci A Ladeira A cada sonho que se foi Um novo sonho se formou No…
Ela Chora Ela chora, me olha, me chama de canto Me diz pra…
Ela Só Quer Paz Ela é um filme de ação com vários finais Ela é…
Elas Gostam Assim O pai dela diz que eu sou ruim Não presto, e…
Enquanto Você Dormia Enquanto você dormia Eu levantava e saía pra trabalhar Esc…
Foco A vida é sacrifício, fechar os olhos e se entregar No…
Foi Bom Demais Quando eu te encontrar eu vou te dizer que foi…
Garoa A garoa cai, encharcando o jaco dos neguin No sereno, o…
Guerreira Cinco ou seis da manhã Com uma blusa de lã Já vai…
Hey Irmão Éramos seis ou sete pivete que sonhavam em poder sonhar…
Intro E se você tivesse um controle remoto Que mandasse em tudo…
Lauzane Só fica os lokos de pião na quebrada De obongo, ciclone,…
Mais Do Que Pegadas Ei, meu nome e Projota Na produção, eu memo tambem Foco, for…
Mais Like Ahh não, sério mesmo? 'Cês quer mesmo que eu fale isso? Vou…
Muleque De Vila Eu falei que era uma questão de tempo E tudo ia…
Muleque Doido Eu já nadei na caixa d'água da escola e vi Que…
Mulher Ela nem ligou pro patrão, deixou o véio na mão E…
Mulher Feita Sei que podia ser bem menos complicado Mas não fosse complic…
Nós Somos Um Só Arrepiou o fio de cabelo dos neguin é A cada rap…
Nova Ordem Olha no meu olho, veja o brilho da alma de…
O Astronauta Eu não quero mais Suas fórmulas banais Matemática nem só gra…
O Golpe Mulecote, malucão, motinha, desce a ladeira Menina, mulher, …
O Homem Que N O homem que não tinha nada, acordou bem cedo Com a…
O Rap Em Ação As veiz eu sinto um calafrio, como se me dissesse: "se…
O Vento O vento que te trouxe pra cá Só peço que não…
Ombrim Eu sou do tipo come quieto Sou mais do papo reto No…
Pelo Amor Quem é 'Pereira da Silva' não tem que querer ser…
Pique Pablo Yeah Vagabundo nem sabe o que vem Vagabundo nem sabe o que…
Pode Pá Pode pá, pode pá, neguim O mesmo sol que nasce pra…
Pode Se Envolver Favela tá no ar, pode se envolver Sem panela, sem jabá,…
Projeção Ce ta preparado irmao? eu to! haha Hey, sei que ce…
Projota Eu nunca peço dinheiro, eu só peço saúde Pra ganhar meu…
Quanto Minhas canela fina me levaram até onde eu nem imaginava…
Rap Do Ônibus As pernas doem e o suor escorre E veem no rosto…
Rebeldia Essa minha rebeldia ainda vai me levar pra um lugar…
rezadeira Suas pernas foram feitas pra correr, neguim, então vai Degol…
Sei Lá Yeah Projota, Vitão, vem Sei lá, só sei que a sorte um…
Somos Mais Nós somos guerreiros leais, somos a guerra e a paz,…
Tanto Faz Quando você for sair da sua casa Não se esqueça de…
Tão Muleque Eu sou tão moleque Que me impressiono como alguém pode ser…
Tranquila Yeah yeah yeah yeah (Yeah yeah) yeah yeah ha ha ha Yeah…
Um Dia a Mais Eu tenho um dia a mais pra viver Um dia a…
Uns E Outros quantos dias vão em vão, quantas noites já nem vem Quanto…
Véia Vê se você dá um abraço na sua véia e esquece…
Vozes na Sala de Estar Eu sangro por mais que você não perceba Mais que não…

The lyrics can frequently be found in the comments below or by filtering for lyric videos.
Most interesting comments from YouTube:

SuckMusicBR

LETRA:

Pra não dizer que eu não falei do ódio
Digo que isso daí não me faz bem
Então eu exclui do que minha alma contém
Ainda sinto nojo, sinto pena e raiva de alguém
Mas sei que meu jeito, meu mal,
Meu defeito fazem com que alguém sinta isso por mim também

Cresci sem mãe, ninguém pode ocupar o lugar
Fechei meu peito e passei 7 anos sem chorar
Quando eu chorei foi pra minha alma se lavar
Então me tranquei, me calei, me entreguei
E chorei por 7 horas sem parar
Hoje o que eu quero é só sorrir
Meu coração blindado limita as palavras que podem atingir
Então fala aí, babaca, ataca quem luta por ti,
Minha alma pulveriza a faca de quem tenta me ferir
E se diz Rashid, eu digo: e,
Só nós sabemos o que o nosso coração diz que é melhor
Cada um escuta a voz de Deus de um jeito
Então se tu quer me mudar pra que eu faça direito,
Então faça você já que tu és tão perfeito
(hahaha) Vejo que falta disciplina, é
Pode deixar que os "mal-criado" a vida ensina
Coleciono parceiros na caminhada
Inimigos não coleciono, não me relaciono,
Não me emociono por eles não sinto nada!
Digo obrigado ao meu Senhor por ser quem sou
Por conhecer quem conheci,
Por ter amado quem me amou, por ter vivido o que vivi, e sim
Obrigado, Senhor, por ter mais gente por mim
Do que contra mim!

Ninguém pagou minhas contas,
Ninguém enxugou minhas lágrimas
Ninguém viveu minha vida,
Ninguém escreveu minhas páginas
Deus nos deu boca sim, pra comer, pra falar
Mas ele não deu só a boca, a bosta sai de outro lugar
Meu sentimento cresce, cria asas quer voar
Daí escrevo um rap e solto pra alguém escutar
Agrada alguns, naturalmente outros vão detestar
Mas eu faço por mim, errado é se eu mudar pra te agradar

E pra não dizer que eu não falei do ódio
Digo: "Pra que falar?"
Falar sobre o demônio, é igual a um convite pra ele entrar
Já vi espíritos por mais que ninguém acredite
E o meu palpite é de que entre os vivos
Existe muito mais maldade, por isso é preciso que evite

Politicagem demais, promessas de um mundo melhor
Mal ensina a escrever,
Dizer que é o bastante saber tabuada de cor
Limitaram o menor, sem chance pro menino virar doutor
Mas foi o bastante pra ele ir pra rua,
Na febre do rato, de fato tocando o terror
Morre um irmão com tiros na rua de trás
Me faz pensar mais nisso e esquecer das coisas banais
Mundo louco que leva meus manos,
Vão sumindo ao longo dos anos
De onde viemos, pra onde vamos,
Todos pecamos, porque nos julgamos então?
Só quero "memo" é um bom rolê com os meus "parceiro"
Pra ver que na vida da gente,
A gente precisa buscar bem mais que dinheiro

Talvez um dia a gente aprenda,
A dar mais valor pro que nos traz paz
E menos valor pro que traz renda
Vai lá pra sua fazenda
Com as suas cabeças de gado, na sua Mercedes prata,
Com a sua modelo do lado
Pula na piscina com a sua mina, meu chegado
Agora, acorda! Tá na hora de descer do seu busão lotado
Meninos virgens de sofrimento na vida vão peidar
Quando o bicho pegar e te apertar

Folhas caíram, tempos passaram,
Muitos mentiram, muitos erraram
Mas muitos correram atrás do "preju",
Dedicaram então deram a volta por cima e acertaram
Mais obras serão construídas,
Aprendi com meu pai que é pedreiro

E eu brincava com a pá, com colher de cimento
No barro assistindo o guerreiro
Carregava tijolo só por diversão
Ou pra ver o olhar de orgulho daquele negão vindo do Piauí,
Construindo aqui muito mais do que entulho
Força e coragem pra minha família de sangue e de rua
Da luz da lâmpada e também da luz da lua
Pra quem se identifica, mostra pros amigos
E pode dizer que essa é sua, falô?
Já tive ódio demais, hoje eu só busco o amor.
Muita paz, muito amor! Fui!

não falei do ódio
Digo que isso daí não me faz bem
Então eu exclui do que minha alma contém
Ainda sinto nojo, sinto pena e raiva de alguém
Mas sei que meu jeito, meu mal,
Meu defeito fazem com que alguém sinta isso por mim também

Cresci sem mãe, ninguém pode ocupar o lugar
Fechei meu peito e passei 7 anos sem chorar
Quando eu chorei foi pra minha alma se lavar
Então me tranquei, me calei, me entreguei
E chorei por 7 horas sem parar
Hoje o que eu quero é só sorrir
Meu coração blindado limita as palavras que podem atingir
Então fala aí, babaca, ataca quem luta por ti,
Minha alma pulveriza a faca de quem tenta me ferir
E se diz Rashid, eu digo: e,
Só nós sabemos o que o nosso coração diz que é melhor
Cada um escuta a voz de Deus de um jeito
Então se tu quer me mudar pra que eu faça direito,
Então faça você já que tu és tão perfeito
(hahaha) Vejo que falta disciplina, é
Pode deixar que os "mal-criado" a vida ensina
Coleciono parceiros na caminhada
Inimigos não coleciono, não me relaciono,
Não me emociono por eles não sinto nada!
Digo obrigado ao meu Senhor por ser quem sou
Por conhecer quem conheci,
Por ter amado quem me amou, por ter vivido o que vivi, e sim
Obrigado, Senhor, por ter mais gente por mim
Do que contra mim!

Ninguém pagou minhas contas,
Ninguém enxugou minhas lágrimas
Ninguém viveu minha vida,
Ninguém escreveu minhas páginas
Deus nos deu boca sim, pra comer, pra falar
Mas ele não deu só a boca, a bosta sai de outro lugar
Meu sentimento cresce, cria asas quer voar
Daí escrevo um rap e solto pra alguém escutar
Agrada alguns, naturalmente outros vão detestar
Mas eu faço por mim, errado é se eu mudar pra te agradar

E pra não dizer que eu não falei do ódio
Digo: "Pra que falar?"
Falar sobre o demônio, é igual a um convite pra ele entrar
Já vi espíritos por mais que ninguém acredite
E o meu palpite é de que entre os vivos
Existe muito mais maldade, por isso é preciso que evite

Politicagem demais, promessas de um mundo melhor
Mal ensina a escrever,
Dizer que é o bastante saber tabuada de cor
Limitaram o menor, sem chance pro menino virar doutor
Mas foi o bastante pra ele ir pra rua,
Na febre do rato, de fato tocando o terror
Morre um irmão com tiros na rua de trás
Me faz pensar mais nisso e esquecer das coisas banais
Mundo louco que leva meus manos,
Vão sumindo ao longo dos anos
De onde viemos, pra onde vamos,
Todos pecamos, porque nos julgamos então?
Só quero "memo" é um bom rolê com os meus "parceiro"
Pra ver que na vida da gente,
A gente precisa buscar bem mais que dinheiro

Talvez um dia a gente aprenda,
A dar mais valor pro que nos traz paz
E menos valor pro que traz renda
Vai lá pra sua fazenda
Com as suas cabeças de gado, na sua Mercedes prata,
Com a sua modelo do lado
Pula na piscina com a sua mina, meu chegado
Agora, acorda! Tá na hora de descer do seu busão lotado
Meninos virgens de sofrimento na vida vão peidar
Quando o bicho pegar e te apertar

Folhas caíram, tempos passaram,
Muitos mentiram, muitos erraram
Mas muitos correram atrás do "preju",
Dedicaram então deram a volta por cima e acertaram
Mais obras serão construídas,
Aprendi com meu pai que é pedreiro

E eu brincava com a pá, com colher de cimento
No barro assistindo o guerreiro
Carregava tijolo só por diversão
Ou pra ver o olhar de orgulho daquele negão vindo do Piauí,
Construindo aqui muito mais do que entulho
Força e coragem pra minha família de sangue e de rua
Da luz da lâmpada e também da luz da lua
Pra quem se identifica, mostra pros amigos
E pode dizer que essa é sua, falô?
Já tive ódio demais, hoje eu só busco o amor.
Muita paz, muito amor! Fui!



Neo Jackson

LETRA::
Pra não dizer que eu não falei do ódio
Digo que isso daí não me faz bem
Então eu excluí do que minha alma contém
Ainda sinto nojo, sinto pena e raiva de alguém
Mas sei que meu jeito, meu mal, meu defeito
Fazem com que alguém sinta isso por mim também

Cresci sem mãe, ninguém pode ocupar o lugar
Fechei meu peito e passei 7 anos sem chorar
Quando eu chorei, foi pra minha alma se lavar
Então me tranquei, me calei, me entreguei
E chorei por 7 horas sem parar
Hoje o que eu quero é só sorrir
Meu coração blindado limita as palavras que podem atingir
Então fala aí babaca, ataca quem luta por ti
Minha alma pulveriza a faca de quem tenta me ferir

E se, diz Rashid, eu digo: e só
Nós sabemos o que o nosso coração diz que é melhor
Cada um escuta a voz de Deus de um jeito
Então se tu quer me mudar pra que eu faça direito
Então faça você, já que tu és tão perfeito
Ha ha ha Vejo que falta disciplina, é
Pode deixar que os mal criado a vida ensina
Coleciono parceiros na caminhada
Inimigos não coleciono, não me relaciono, não me emociono
Por eles não sinto nada

Digo obrigado ao meu senhor
Por ser quem sou
Por conhecer quem conheci
Por ter amado quem me amou
Por ter vivido o que vivi
E sim, obrigado, senhor
Por ter mais gente por mim, do que contra mim

Ninguém pagou minhas contas
Ninguém enxugou minhas lágrimas
Ninguém viveu minha vida
Ninguém escreveu minhas páginas
Deus nos deu boca sim, pra comer, pra falar
Mas ele não deu só a boca, a bosta sai de outro lugar
Meu sentimento cresce, cria asas, quer voar
Daí escrevo rap, solto pra alguém escutar
Agrada alguns, naturalmente outros vão detestar
Mas eu faço por mim, errado é se eu mudar pra te agradar

E pra não dizer que eu não falei do ódio
Digo: pra que falar?
Falar sobre o demônio
É igual um convite pra ele entrar
Já vi espíritos por mais que ninguém acredite
E o meu palpite
É de que entre os vivos existe muito mais maldade
Por isso eu preciso que evite

Politicagem demais
Promessas de um mundo melhor
Mal ensina escrever, dizer que é bastante
Saber tabuada de cor
Limitar o menor
Sem chances pro menino virar doutor
Mas foi o bastante pra ele ir pra rua
Na febre do rato de fato tocando terror
Morre um irmão com tiros na rua de trás
Me faz pensar mais nisso, e esquecer das coisas banais
Mundo louco que leva meus manos
Vão sumindo ao longo dos anos
De onde viemos, pra onde vamos
Todos pecamos, por que nos julgamos?
Então

Só quero memo um bom rolê com os meus parceiros
Pra ver que na vida da gente
A gente precisa buscar bem mais que dinheiro
Talvez um dia a gente aprenda, a dar mais valor
Pro que nos traz paz
E menos valor pro que traz renda
Vai lá pra sua fazenda
Com as suas cabeças de gado
Na sua Mercedes prata
Com a sua modelo do lado
Pula na piscina com a sua mina, meu chegado
Agora acorda tá na hora de descer do seu busão lotado
Meninos virgens de sofrimento na vida vão peidar
Quando o bicho pegar e te apertar

Folhas caíram, tempos passaram
Muito mentiram, muitos erraram
Mais muitos correram atrás do preju
Dedicaram, então deram a volta por cima e acertaram
Mais obras serão construídas, aprendi com o meu pai que é pedreiro
E eu brincava com a pá, com colher de cimento
No barro assistindo o guerreiro
Carregava tijolo só por diversão
Ou pra ver o olhar de orgulho daquele negão vindo do Piauí
Construindo aqui muito mais do que entulho

Força e coragem pra minha família de sangue e de rua
Da luz da lâmpada e também da luz da lua
Pra quem se identifica, mostra pros amigos
E pode dizer que essa é sua, falô?
Já tive ódio demais, hoje eu só busco o amor

Muita paz, muito amor! Fui!



Old Igão

Criticar é muito facil,julgar sempre acontece
Tem coisa que a gente ouve,que a gente nunca se esquece
O Rap é uma arte,um livre estilo de vida
Nossa missao agora é manter a chama acendida
Projota mudou as letra,entao mude voce tambem
Em vez de falar só bosta,leva o Rap mais alem
O papel ta na sua mesa,a caneta ta na sua mão
Só falta abrir a sua mente,e fazer com o Coração
Eu ja sonhei em ser Rapper,mas né,retrocedi
Eu subi alguns degrais, mais ainda não desisti
Eu só to falando um pouco do que veio na minha mente
Sou apenas um cara que pensa um pouco diferente
Ser igual a todo mundo meu irmao isso jamais
Se voce me acha um otario isso pra mim tanto faz
O que falta nesse mundo é um pouco de União
E o Rap é a chave pra unir esse povão
kkkkkkkkkkkkkkkkk
não uso drogas,Insonia me deixa assim 😞😂



All comments from YouTube:

Seguraminhaglok

Quem mais tem saudades desse projota?

Kelvin

Esse Projota Nunka Existiu De Vdd

willian correia

@Mais velho que a posiçao de cagar mas isso aí foi em um show que teve briga, não era?

Seguraminhaglok

Saudades projota do projeção e emicida do emicidio os unicos que ae manteram foram rashid emicida kamau.. e um brinde ao erickjay que acaba de ganhar mais um premio mundi

Elaine Sousa

Também sinto falta desse Projota, mas parece que esse Projota era uma farsa ou foi se perdendo com o tempo 😰😪

Kevin Romanhol

Muitas musicas boas , muitas saudades de mais

39 More Replies...

DriwSoccer

Precisava ouvir essa obra prima...
Confortou meu coração.

SuckMusicBR

LETRA:

Pra não dizer que eu não falei do ódio
Digo que isso daí não me faz bem
Então eu exclui do que minha alma contém
Ainda sinto nojo, sinto pena e raiva de alguém
Mas sei que meu jeito, meu mal,
Meu defeito fazem com que alguém sinta isso por mim também

Cresci sem mãe, ninguém pode ocupar o lugar
Fechei meu peito e passei 7 anos sem chorar
Quando eu chorei foi pra minha alma se lavar
Então me tranquei, me calei, me entreguei
E chorei por 7 horas sem parar
Hoje o que eu quero é só sorrir
Meu coração blindado limita as palavras que podem atingir
Então fala aí, babaca, ataca quem luta por ti,
Minha alma pulveriza a faca de quem tenta me ferir
E se diz Rashid, eu digo: e,
Só nós sabemos o que o nosso coração diz que é melhor
Cada um escuta a voz de Deus de um jeito
Então se tu quer me mudar pra que eu faça direito,
Então faça você já que tu és tão perfeito
(hahaha) Vejo que falta disciplina, é
Pode deixar que os "mal-criado" a vida ensina
Coleciono parceiros na caminhada
Inimigos não coleciono, não me relaciono,
Não me emociono por eles não sinto nada!
Digo obrigado ao meu Senhor por ser quem sou
Por conhecer quem conheci,
Por ter amado quem me amou, por ter vivido o que vivi, e sim
Obrigado, Senhor, por ter mais gente por mim
Do que contra mim!

Ninguém pagou minhas contas,
Ninguém enxugou minhas lágrimas
Ninguém viveu minha vida,
Ninguém escreveu minhas páginas
Deus nos deu boca sim, pra comer, pra falar
Mas ele não deu só a boca, a bosta sai de outro lugar
Meu sentimento cresce, cria asas quer voar
Daí escrevo um rap e solto pra alguém escutar
Agrada alguns, naturalmente outros vão detestar
Mas eu faço por mim, errado é se eu mudar pra te agradar

E pra não dizer que eu não falei do ódio
Digo: "Pra que falar?"
Falar sobre o demônio, é igual a um convite pra ele entrar
Já vi espíritos por mais que ninguém acredite
E o meu palpite é de que entre os vivos
Existe muito mais maldade, por isso é preciso que evite

Politicagem demais, promessas de um mundo melhor
Mal ensina a escrever,
Dizer que é o bastante saber tabuada de cor
Limitaram o menor, sem chance pro menino virar doutor
Mas foi o bastante pra ele ir pra rua,
Na febre do rato, de fato tocando o terror
Morre um irmão com tiros na rua de trás
Me faz pensar mais nisso e esquecer das coisas banais
Mundo louco que leva meus manos,
Vão sumindo ao longo dos anos
De onde viemos, pra onde vamos,
Todos pecamos, porque nos julgamos então?
Só quero "memo" é um bom rolê com os meus "parceiro"
Pra ver que na vida da gente,
A gente precisa buscar bem mais que dinheiro

Talvez um dia a gente aprenda,
A dar mais valor pro que nos traz paz
E menos valor pro que traz renda
Vai lá pra sua fazenda
Com as suas cabeças de gado, na sua Mercedes prata,
Com a sua modelo do lado
Pula na piscina com a sua mina, meu chegado
Agora, acorda! Tá na hora de descer do seu busão lotado
Meninos virgens de sofrimento na vida vão peidar
Quando o bicho pegar e te apertar

Folhas caíram, tempos passaram,
Muitos mentiram, muitos erraram
Mas muitos correram atrás do "preju",
Dedicaram então deram a volta por cima e acertaram
Mais obras serão construídas,
Aprendi com meu pai que é pedreiro

E eu brincava com a pá, com colher de cimento
No barro assistindo o guerreiro
Carregava tijolo só por diversão
Ou pra ver o olhar de orgulho daquele negão vindo do Piauí,
Construindo aqui muito mais do que entulho
Força e coragem pra minha família de sangue e de rua
Da luz da lâmpada e também da luz da lua
Pra quem se identifica, mostra pros amigos
E pode dizer que essa é sua, falô?
Já tive ódio demais, hoje eu só busco o amor.
Muita paz, muito amor! Fui!

não falei do ódio
Digo que isso daí não me faz bem
Então eu exclui do que minha alma contém
Ainda sinto nojo, sinto pena e raiva de alguém
Mas sei que meu jeito, meu mal,
Meu defeito fazem com que alguém sinta isso por mim também

Cresci sem mãe, ninguém pode ocupar o lugar
Fechei meu peito e passei 7 anos sem chorar
Quando eu chorei foi pra minha alma se lavar
Então me tranquei, me calei, me entreguei
E chorei por 7 horas sem parar
Hoje o que eu quero é só sorrir
Meu coração blindado limita as palavras que podem atingir
Então fala aí, babaca, ataca quem luta por ti,
Minha alma pulveriza a faca de quem tenta me ferir
E se diz Rashid, eu digo: e,
Só nós sabemos o que o nosso coração diz que é melhor
Cada um escuta a voz de Deus de um jeito
Então se tu quer me mudar pra que eu faça direito,
Então faça você já que tu és tão perfeito
(hahaha) Vejo que falta disciplina, é
Pode deixar que os "mal-criado" a vida ensina
Coleciono parceiros na caminhada
Inimigos não coleciono, não me relaciono,
Não me emociono por eles não sinto nada!
Digo obrigado ao meu Senhor por ser quem sou
Por conhecer quem conheci,
Por ter amado quem me amou, por ter vivido o que vivi, e sim
Obrigado, Senhor, por ter mais gente por mim
Do que contra mim!

Ninguém pagou minhas contas,
Ninguém enxugou minhas lágrimas
Ninguém viveu minha vida,
Ninguém escreveu minhas páginas
Deus nos deu boca sim, pra comer, pra falar
Mas ele não deu só a boca, a bosta sai de outro lugar
Meu sentimento cresce, cria asas quer voar
Daí escrevo um rap e solto pra alguém escutar
Agrada alguns, naturalmente outros vão detestar
Mas eu faço por mim, errado é se eu mudar pra te agradar

E pra não dizer que eu não falei do ódio
Digo: "Pra que falar?"
Falar sobre o demônio, é igual a um convite pra ele entrar
Já vi espíritos por mais que ninguém acredite
E o meu palpite é de que entre os vivos
Existe muito mais maldade, por isso é preciso que evite

Politicagem demais, promessas de um mundo melhor
Mal ensina a escrever,
Dizer que é o bastante saber tabuada de cor
Limitaram o menor, sem chance pro menino virar doutor
Mas foi o bastante pra ele ir pra rua,
Na febre do rato, de fato tocando o terror
Morre um irmão com tiros na rua de trás
Me faz pensar mais nisso e esquecer das coisas banais
Mundo louco que leva meus manos,
Vão sumindo ao longo dos anos
De onde viemos, pra onde vamos,
Todos pecamos, porque nos julgamos então?
Só quero "memo" é um bom rolê com os meus "parceiro"
Pra ver que na vida da gente,
A gente precisa buscar bem mais que dinheiro

Talvez um dia a gente aprenda,
A dar mais valor pro que nos traz paz
E menos valor pro que traz renda
Vai lá pra sua fazenda
Com as suas cabeças de gado, na sua Mercedes prata,
Com a sua modelo do lado
Pula na piscina com a sua mina, meu chegado
Agora, acorda! Tá na hora de descer do seu busão lotado
Meninos virgens de sofrimento na vida vão peidar
Quando o bicho pegar e te apertar

Folhas caíram, tempos passaram,
Muitos mentiram, muitos erraram
Mas muitos correram atrás do "preju",
Dedicaram então deram a volta por cima e acertaram
Mais obras serão construídas,
Aprendi com meu pai que é pedreiro

E eu brincava com a pá, com colher de cimento
No barro assistindo o guerreiro
Carregava tijolo só por diversão
Ou pra ver o olhar de orgulho daquele negão vindo do Piauí,
Construindo aqui muito mais do que entulho
Força e coragem pra minha família de sangue e de rua
Da luz da lâmpada e também da luz da lua
Pra quem se identifica, mostra pros amigos
E pode dizer que essa é sua, falô?
Já tive ódio demais, hoje eu só busco o amor.
Muita paz, muito amor! Fui!

p g

👏👏👏👏👏

Amanda Maluquinha

.

More Comments

More Videos