Genre not found
Artist not found
Album not found
Song not found

O Cara de Óculos
DJONGA Lyrics


We have lyrics for these tracks by DJONGA:

JUNHO DE 94 E aí, Coyote Original GE Tentando dar meu melhor na minh…
Leal Leal, leal (só pra você) Leal Leal, leal Eu quero ser leal,…

The lyrics can frequently be found in the comments below, by filtering for lyric videos or browsing the comments in the different videos below.
Most interesting comments from YouTube:

Rodrigo Ferreira

"157, 33. Vi vários assinar sem nem saber escrever".
Na minha primeira semana atuando numa vara criminal aconteceu exatamente isso.
Um rapaz chegou para assinar a liberdade provisória, concedida na audiência de custódia, pelo crime de porte de arma de uso permitido.
Perguntei seu nome, entreguei o processo para ele assinar. No momento de colocar a data, ele olhou para mim e perguntou: "O 8 é esse aqui, né?"
Eu: "Como assim?".
Ele: "O 8 escreve desse jeito?".
Nossa! Na mesma hora meus olhos ficaram marejados, quando o rapaz saiu as lágrimas caíram. Aquela pergunta doeu na minha alma. Passei dias refletindo sobre a situação.
Como pode isso? Qual contato esse jovem teve com o Estado?
Talvez seu único contato tenha sido com o D. Penal, sei lá.
Infelizmente nosso povo é extremamente negligenciado.



Jonathan Torres

Era 2006, eu com 11 atrás de um Puma Disk
Passou a fase do doze mola
Atrás de uma novinha pra ah, uh
Primeiro tomei coragem, depois tomei um fora
Inspiração foi os maluco
De 125 na porta da escola
Sem disfarçado, o corte era cinco conto
Relaxante no cabelo que o pretin' decola
Consciência social era roubar playboy
Dividir o lanche, dividir marola
Nós era ruim na porrada, hoje é baile da Serra
A pipa tá no vento e as mina tá com fogo na rabiola
157, 33
Vi vários cara assinar sem nem saber escrever
Sadok e Goma na cidade inteira
Prenderam os Piores, pergunta lá pra ver
Muito cara certo entrou na vida errada
Dinheiro sujo compra roupa limpa
Essa é a prova que os opostos se atraem
Igual polícia e um preto na parede
Coisa que eu não entendo junto ainda
Muitos aqui tem ódio e nem sabe por que, cara
Ouve a dor na minha voz, me responde: Por quê, cara?
Mete 155 pra portar as coisa cara
É que eu, eu com quase 15 e um oitão na minha cara
Plow, plow, plow
Pá tududum, pá tududum
E os mano com o ferro na mão
Também quero colar nesse bloco
E se tu fica no plantão
Primo, não consome senão perde o foco, ei, ei
Papo de bandido pra quem entende
Eu faço o som que te tira a venda
Deixa os boy fazer o som que vende

Quem tem, quem tem, vem de, vende lá
Disposição e motivo de sobra pra trocar
Carrego a peça e a bandeira pra vida melhorar
Se é nave zera eu vou portar, eu vou portar
Quem tem, quem tem, vem de, vende lá
Disposição e motivo de sobra pra trocar
Carrego a peça e a bandeira pra vida melhorar
Se é nave zera eu vou portar, eu vou portar

Parece que foi tudo por ti, cifrão
E culpa dos boy zoado
Que usa as nota pra secar a testa
E aí sim falar que tem dinheiro suado
Nós é rival nesse jogo, man
Guarda o riso que eu não fiz pra te agradar
São tipo meu apêndice, não serve pra nada
Mas não vou deixar de tirar
E ó nós de Kenner correndo na rua pra ter o que eles têm
Imagina o corre pra comprar os Kenner e começar a correr
Depois que o primeiro colocou no bolso a primeira de cem
E ensinou como faz, demorou quase nada e começou a morrer
Dos nossos, negócios, são só negócios
O arrego e um lugar ao pódio
(São sócios) São sócios, (só sócios) só sócios
E os que tá pelo certo, cadê?
É a Bíblia da rua, ah, uh
Falsos profetas vão te rodear
E quando souberem que você se ama
Eles vão começar a te odiar
O mano que critica fogo nos racista
E é dos nosso, entende e vive (e-ei)
Prova que nem o próprio preto
Tá pronto pra ver o preto livre
Eu tô na good vibe, é, já não cabe, é (a-ah)
Corrente e anel, som da Pioneer
Bate forte, é, o melhor que eu posso dizer (e-ei)
Que é tudo meu, sai do Spotify, fei
Vem me ver ao vivo que sua vida muda
Todo mundo da minha área que chegou fui eu que pus
Eles 'tão por mim, seja Sol ou Lua
E 'cê só vai ser o maior do Brasil
Depois que for o maior da sua rua, chupa

Quem tem, quem tem, vem de, vende lá
Disposição e motivo de sobra pra trocar
Carrego a peça e a bandeira pra vida melhorar
Se é nave zera eu vou portar, eu vou portar
Quem tem, quem tem, vem de, vende lá
Disposição e motivo de sobra pra trocar
Carrego a peça e a bandeira pra vida melhorar
Se é nave zera eu vou portar, eu vou portar



Islan silva

LETRA


Verso 1: Djonga
Era 2006, eu com 11 atrás de um Puma Disk
Passou a fase do doze mola
Atrás de uma novinha pra ah, uh
Primeiro tomei coragem, depois tomei um fora
Inspiração foi os maluco
De 125 na porta da escola
Sem disfarçado, o corte era cinco conto
Relaxante no cabelo que pretin’ decola
Consciência social era roubar playboy
Dividir o lanche, dividir marola
Nós era ruim na porrada, hoje é baile da Serra
A pipa tá no vento e as mina tá com fogo na rabiola
157, 33
Vi vários cara assinar sem nem saber escrever
Sadok e Goma na cidade inteira
Prenderam os piores, pergunta lá pra ver
Muito cara certo entrou na vida errada
Dinheiro sujo compra roupa limpa
Essa é a prova que os opostos se atraem
Igual polícia e um preto na parede
Coisa que eu não entendo junto ainda
Muitos aqui tem ódio e nem sabe por que, cara
Ouve a dor na minha voz, me responde: Por que, cara?
Mete 155 pra portar as coisa cara
É que eu, eu com quase 15 e um oitão na minha cara
Plow, plow, plow
Pá tududum, pá tududum
E os mano com o ferro na mão
Também quero colar nesse bloco
E se tu fica no plantão
Primo, não consome se não perde o foco, ei, ei
Papo de bandido pra quem entende
Eu faço o som que te tira a venda
Deixa os boy fazer o som que vende

Refrão: Djonga
Quem tem, quem tem vem de, vende lá
Disposição e motivo de sobra pra trocar
Carrego a peça e a bandeira pra vida melhorar
Se é nave zera eu vou portar, eu vou portar
Quem tem, quem tem vem de, vende lá
Disposição e motivo de sobra pra trocar
Carrego a peça e a bandeira pra vida melhorar
Se é nave zera eu vou portar, eu vou portar

Verso 2: Djonga
Parece que foi tudo por ti, cifrão
E culpa dos boy zoado
Que usa as nota pra secar a testa
E aí sim falar que tem dinheiro suado
Nós é rival nesse jogo, man
Guarda o riso que eu não fiz pra te agradar
São tipo meu apêndice, não serve pra nada
Mas não vou deixar de tirar
E ó nós de Kenner correndo na rua pra ter o que eles têm
Imagina o corre pra comprar os Kenner e começar a correr
Depois que o primeiro colocou no bolso a primeira de cem
E ensinou como faz, demorou quase nada e começou a morrer
Dos nossos, negócios, são só negócios
O arrego e um lugar ao pódio
(São sócios) São sócios, (Só sócios) só sócios
E os que tá pelo certo, cadê?
É a Bíblia da rua, ah, uh
Falsos profetas vão te rodear
E quando souberem que você se ama
Eles vão começar a te odiar
O mano que critica fogo nos racista
E é dos nosso, entende e vive
Prova que nem o próprio preto
Tá pronto pra ver o preto livre
Eu tô na good vibe, é, já não cabe, é
Corrente e anel, som da Pioneer
Bate forte, é, o melhor que eu posso dizer
Que é tudo meu, sai do Spotify, fei
Vem me ver ao vivo que sua vida muda
Todo mundo da minha área que chegou fui eu que pus
Eles ‘tão por mim, seja Sol ou Lua
E ‘cê só vai ser o maior do Brasil
Depois que for o maior da sua rua, chupa

Refrão: Djonga
Quem tem, quem tem vem de, vende lá
Disposição e motivo de sobra pra trocar
Carrego a peça e a bandeira pra vida melhorar
Se é nave zera eu vou portar, eu vou portar
Quem tem, quem tem vem de, vende lá
Disposição e motivo de sobra pra trocar
Carrego a peça e a bandeira pra vida melhorar
Se é nave zera eu vou portar, eu vou portar



mendes ka

Nem é cedo demais pra saber
Que a vida é desgraçada aqui
Meu filho, amor
Tem dessas coisas
Rudes

Era 2006, eu com 11 atrás de um Puma Disk
Passou a fase do doze mola
Atrás de uma novinha pra ah, uh
Primeiro tomei coragem, depois tomei um fora
Inspiração foi os maluco
De 125 na porta da escola
Sem disfarçado, o corte era cinco conto
Relaxante no cabelo que o pretin' decola
Consciência social era roubar playboy
Dividir o lanche, dividir marola
Nós era ruim na porrada, hoje é baile da Serra
A pipa tá no vento e as mina tá com fogo na rabiola
157, 33
Vi vários cara assinar sem nem saber escrever
Sadok e Goma na cidade inteira
Prenderam os Piores, pergunta lá pra ver
Muito cara certo entrou na vida errada
Dinheiro sujo compra roupa limpa
Essa é a prova que os opostos se atraem
Igual polícia e um preto na parede
Coisa que eu não entendo junto ainda
Muitos aqui tem ódio e nem sabe por que, cara
Ouve a dor na minha voz, me responde: Por quê, cara?
Mete 155 pra portar as coisa cara
É que eu, eu com quase 15 e um oitão na minha cara
Plow, plow, plow
Pá tududum, pá tududum
E os mano com o ferro na mão
Também quero colar nesse bloco
E se tu fica no plantão
Primo, não consome senão perde o foco, ei, ei
Papo de bandido pra quem entende
Eu faço o som que te tira a venda
Deixa os boy fazer o som que vende

Quem tem, quem tem, vem de, vende lá
Disposição e motivo de sobra pra trocar
Carrego a peça e a bandeira pra vida melhorar
Se é nave zera eu vou portar, eu vou portar
Quem tem, quem tem, vem de, vende lá
Disposição e motivo de sobra pra trocar
Carrego a peça e a bandeira pra vida melhorar
Se é nave zera eu vou portar, eu vou portar

Parece que foi tudo por ti, cifrão
E culpa dos boy zoado
Que usa as nota pra secar a testa
E aí sim falar que tem dinheiro suado
Nós é rival nesse jogo, man
Guarda o riso que eu não fiz pra te agradar
São tipo meu apêndice, não serve pra nada
Mas não vou deixar de tirar
E ó nós de Kenner correndo na rua pra ter o que eles têm
Imagina o corre pra comprar os Kenner e começar a correr
Depois que o primeiro colocou no bolso a primeira de cem
E ensinou como faz, demorou quase nada e começou a morrer
Dos nossos, negócios, são só negócios
O arrego e um lugar ao pódio
(São sócios) São sócios, (só sócios) só sócios
E os que tá pelo certo, cadê?
É a Bíblia da rua, ah, uh
Falsos profetas vão te rodear
E quando souberem que você se ama
Eles vão começar a te odiar
O mano que critica fogo nos racista
E é dos nosso, entende e vive (e-ei)
Prova que nem o próprio preto
Tá pronto pra ver o preto livre
Eu tô na good vibe, é, já não cabe, é (a-ah)
Corrente e anel, som da Pioneer
Bate forte, é, o melhor que eu posso dizer (e-ei)
Que é tudo meu, sai do Spotify, fei
Vem me ver ao vivo que sua vida muda
Todo mundo da minha área que chegou fui eu que pus
Eles 'tão por mim, seja Sol ou Lua
E 'cê só vai ser o maior do Brasil
Depois que for o maior da sua rua, chupa

Quem tem, quem tem, vem de, vende lá
Disposição e motivo de sobra pra trocar
Carrego a peça e a bandeira pra vida melhorar
Se é nave zera eu vou portar, eu vou portar
Quem tem, quem tem, vem de, vende lá
Disposição e motivo de sobra pra trocar
Carrego a peça e a bandeira pra vida melhorar
Se é nave zera eu vou portar, eu vou portar



All comments from YouTube:

Quadro em Branco

meu deus do céu eu sabia que isso ia tá lindo

Vinny De Jesus

Vi. C

Isnardy Oliveira

@Saluan Henrique dos Santos jantou

Mozart T.O.G

@Saluan Henrique dos Santos refutou

Saluan Henrique dos Santos

@Adrian Campos Teixeira Se sim ou se não, é inquestionável que coisas óbvias são mais do que necessárias de serem ditas, não acha?

Adrian Campos Teixeira

lá vem o mr obvio falar coisas obvias

1 More Replies...

Luiz Rodrigues

O próximo álbum do Djonga devia se chamar "bíblia da rua"

EmiciBnRastaOficial #

https://youtu.be/XN6teFZRNE8

EmiciBnRastaOficial #

Real hahaha

Carlos Roberto

Menos ai gente o djonga canta muito mas tem rapers q tem mais conteudo nas letras do q ele

More Comments

More Videos