Ainda Bem
by Vanessa da Mata

Ainda bem,
Que você vive comigo
Por que senão,
Como seria essa vida:
Sei lá, sei lá.

Nos dias frios,
Em que nós estamos juntos
Nos abraçamos,
Sobre o nosso conforto
De amar, de amar.

Se há dores, tudo fica mais fácil,
Seu rosto silencia e faz parar.
As flores que me mandam são fato,
O nosso cuidado e entrega.
Meus beijos sem os seus não dariam
Os dias chegariam sem paixão.
Meu corpo sem o seu, uma parte
Seria um acaso e não sorte.

Ainda bem,
Que você vive comigo
Por que se não,
Como seria essa vida:
Sei lá, sei lá!

Se há dores, tudo fica mais fácil,
Seu rosto silencia e faz parar.
As flores que me mandam são fato,
O nosso cuidado e entrega.
Meus beijos sem os seus não dariam
Os dias chegariam sem paixão.
Meu corpo sem o seu, uma parte
Seria um acaso e não sorte.

Entre tantos outros,
Entre tantos séculos,
Que sorte a nossa, em...
Entre tantas paixões,
Nosso encontro, nós dois,
Esse amor.

Entre tantos outros.
Entre tantos séculos,
Que sorte a nossa, em...
Entre tantas paixões,
Esse encontro, nós dois,
Esse amor.

Lyrics © Warner/Chappell Music, Inc., Universal Music Publishing Group
Written by: VANESSA SIGIANE DA MATA FERREIRA, ARNOLPHO LIMA FILHO

Lyrics Licensed & Provided by LyricFind
Genre not found
Artist not found
Album not found
Song not found